Falta de recursos pode inviabilizar Jornada Nacional de Literatura

Com o atraso na publicação do edital da Lei Rouanet, captação de verba foi prejudicada

Por
· 2 min de leitura
Em 2015, a Jornada Nacional de Literatura foi cancelada por falta de verbas

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Faltando cerca de três meses para o início de um dos maiores eventos literários do país, a falta de recursos financeiros pode inviabilizar a realização da 17ª Jornada Nacional de Literatura e 9ª Jornadinha Nacional de Literatura. Em 2015, a edição foi cancelada por falta de verbas.

 

Promotora do evento cultural em parceria com a Prefeitura Municipal de Passo Fundo, a Universidade de Passo Fundo (UPF) esclareceu, em nota encaminhada à imprensa na tarde de sexta-feira (28), que, apesar dos esforços necessários à realização da Jornada estarem sendo despendidos, a conjuntura econômica “impõe cautela nas mais diferentes áreas”. “Apesar de terem sido efetivadas inúmeras tratativas concernentes à organização e à realização das Jornadas Literárias, ainda existem muitas indefinições que não garantem os recursos necessários para sua execução”, declarou a instituição.

 

No final do mês de abril, um dos coordenadores das Jornadas Literárias, Miguel Rettenmaier, afirmou em entrevista ao jornal O Nacional que, embora o governo federal tenha estipulado o teto de R$ 1 milhão para a captação de recursos através da Lei Rouanet, o atraso na publicação do edital que regulamenta os recursos de incentivo à cultura é o que mais prejudica a realização do evento. “Foi publicada a portaria, mas o sistema ainda não está recebendo os projetos e isso nos impacta. A partir daí, teremos que correr muito contra o tempo para conseguir realizar aquilo que pretendemos”, declarou, à época.

 

Ainda em comunicado, a UPF assegurou que, na segunda-feira (1º), as entidades promotoras das Jornadas Literárias estarão em reunião para debater a conjuntura dos fatos. “Entre as pautas, estão a possibilidade de manter a data de 30 de setembro a 4 de outubro de 2019, ou de postergá-la”, revelou. Desse encontro, espera-se uma posição coletiva sobre a realização do projeto.

 

Em Brasília
Em março, integrantes da comitiva da Jornada Nacional de Literatura estiveram em Brasília para viabilizar a realização da 17ª edição da Jornada e da 9ª Jornadinha. A reitora da Universidade de Passo Fundo (UPF), Bernadete Maria Dalmolin; o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo; o vereador Patric Cavalcanti; e representantes da prefeitura reuniram-se com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM), em uma agenda de apoio à concretização do evento.


Temática em quatro eixos
Nessa edição, a Jornada Nacional de Literatura prevê a abordagem de quatro conceitos em aberto, segundo Rettenmaier: diversidade, conexões, liberdade e futuro. Na edição passada, o evento homenageou Clarice Lispector, Carlos Drummond de Andrade, Ariano Suassuna e Moacyr Scliar. Assim como em 2017, o escritor Felipe Pena é um dos intelectuais previstos para integrar a programação. A presença da autora Bruna Lombardi também está confirmada pela comissão organizadora.

 

Confira a nota na íntegra
A Universidade de Passo Fundo (UPF) informa que, juntamente com a Prefeitura de Passo Fundo, está comprometida com a realização e a continuidade das Jornadas Literárias e reitera que estão sendo despendidos todos os esforços possíveis para garantir mais esta edição. No entanto, a conjuntura econômica nacional impõe cautela nas mais diferentes áreas. Além disso, a instituição registra que, apesar de terem sido efetivadas inúmeras tratativas concernentes à organização e à realização das Jornadas Literárias, ainda existem muitas indefinições que não garantem os recursos necessários para sua execução.
Nesse sentido, na próxima segunda-feira (01/07), representantes da UPF e da Prefeitura Municipal – promotoras das Jornadas Literárias – realizam encontro para discutir a 17ª edição da Jornada Nacional de Literatura e da 9ª edição da Jornadinha Nacional de Literatura. Entre as pautas, estão a possibilidade de manter a data de 30 de setembro a 4 de outubro de 2019, ou de postergá-la.

Gostou? Compartilhe