OPINIÃO

Fatos - 01/11/2012

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Mais secretários
O prefeito eleito Luciano Azevedo deve anunciar nesta quinta-feira mais dois nomes do secretariado. Um deles deve ser indicado pelo PMDB, oficializando desta forma o ingresso do partido na base aliada da futura administração. As pastas que devem ter novos titulares serão Meio Ambiente, Obras ou Habitação. Luciano retornou no final da tarde de ontem de Porto Alegre, onde cumpriu agenda parlamentar.

Nova fase
O processo de escolha dos secretários e cargos do primeiro escalão deve encerrar até o dia 15, data limite determinada internamente. Pelo menos mais dois secretários a serem anunciados não terão filiação partidária. No entanto, a partir de agora, segundo o próprio Luciano, uma nova fase se estabelece: os partidos estão sendo solicitados a indicar pessoas afinadas para as áreas em aberto, mas que tenham experiência política ou na administração pública.

Transição
Enquanto isso, o vice-prefeito Juliano Roso comanda o processo de transição. A maioria dos documentos solicitados por sua equipe já foram entregues pela atual administração.  A partir de agora, os grupos de apoio setorizados farão um diagnóstico com base nas informações oficiais. Basicamente foram solicitadas informações sobre contratos e convênios até 31 de dezembro e abril do próximo ano, pendências judiciais e situação financeira do município.

Crescendo
O PSB comemorou o resultado das eleições em reunião da executiva realizada esta semana. O partido elegeu 12 prefeitos em 2008, passou para 18 nesta eleição, um aumento de 50%. Além disso, ampliou a votação para prefeito, passando de 178.300 votos em 2008 para 282.884 em 2012. Em chapas próprias ou em outras composições, ainda foram eleitos 31 vice-prefeitos. Com relação às câmaras de vereadores, os socialistas gaúchos quase duplicaram sua representação: passaram de 115 parlamentares eleitos em 2008 para 205 em 2012, um crescimento de 78%.

Gostou? Compartilhe