OPINIÃO

Fatos 03.10.2017

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Jornada da superação

A Jornada Nacional de Literatura e a Jornadinha estão de volta à cena local para a alegria de todos. É a Jornada da superação, do esforço coletivo e da parceria entre UPF e Prefeitura e a comunidade. Se de um lado precisou se adaptar ao orçamento reduzido, de outro, foi abraçada pela comunidade através de atividades como as Estações de Leitura, o Jornalendo, Rotas Leitoras e grupos de leitura. Na abertura oficial, ontem à noite, uma justa homenagem feita a professora Tânia Rösing arrancou aplausos do público. Mesmo ausente, pela primeira vez na história das jornadas, Tânia foi lembrada com respeito pelo reitor da UPF, professor José Carlos Carles de Souza, a quem dedicou a realização desta edição, e pelo prefeito Luciano Azevedo. “Estar aqui, dar continuidade a Jornada é a maior declaração de amor que podemos fazer a Tânia. É por ela que estamos aqui”, disse Luciano.

Homenagens

Justas homenagens também foram prestadas aos atuais coordenadores que foram bravos em assumir esta grandiosa tarefa de tornar realidade o ponto mais alto da movimentação literária. Não foi fácil. Que o digam os professores Fabiane Burlamaque e Miguel Rettenmaier. Agradecimento especial também foi feito a Beto Albuquerque que, mesmo sem mandato, não poupou esforços para viabilizar a Jornada. O mais importante foi o reconhecimento do esforço coletivo para que a Jornada acontecesse, independentemente das dificuldades impostas pela crise.

Demonstração

Neste contexto, o prefeito Luciano conseguiu traduzir esse sentimento que precisa se tornar real em todas as situações: “Passo Fundo dá mais uma demonstração de como a cidade é grande e como somos unidos. Olhamos para frente e temos a capacidade de trabalhar e olhar para o futuro com confiança e otimismo. Apostando nas crianças teremos uma sociedade melhor. A abertura da jornada é uma vitória de Passo Fundo. É uma obra das maiores que já fizemos juntos”.

Saúde

Luiz Artur Rosa Filho deixa a Secretaria Municipal de Saúde. No dia 16 de outubro assumirá a farmacêutica Carla Beatrice Crivellaro Gonçalves, doutora em Ciências da Saúde e professora da UPF. A futura secretária não está vinculada a partidos políticos.

Orçamento

A previsão orçamentária do município de Passo Fundo para 2018 começou a tramitar na Câmara de Vereadores. A receita total estimada é de R$ 622,5 milhões. O projeto será analisado pelas comissões e será aberto prazo para emendas.

 

Gostou? Compartilhe