OPINIÃO

Fatos - 05/04/2013

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Economia
O Executivo municipal realiza estudos aprofundados para cortar ao máximo os custos com a máquina administrativa e assegurar que o reajuste concedido aos servidores (9% no total) não supere o limite permitido em lei. Uma série de medidas de contenção foram adotadas desde o início do ano. Dentre as medidas está o corte das horas extras. O critério é a razoabilidade. Os responsáveis pelos setores da prefeitura só autoriza a hora extra quando ela for extremante necessária para o bom funcionamento dos serviços.

É político
O movimento que se diz em defesa da moradia e é responsável pelas últimas ocupações de áreas em Passo Fundo (maioria privadas) iniciadas em outubro do ano passado e intensificadas no começo deste ano, não deixa mais dúvidas de que tem conotação política. Está relacionado a partidos que são oposição a atual administração. Veículos utilizados na campanha eleitoral de 2012 aparecem no suporte dos manifestantes que estão acampados em frente a prefeitura.

Programas
É bom que se diga que o governo federal nunca disponibilizou tanto dinheiro para a habitação como nos últimos anos: R$ 5,1 bilhões só no primeiro semestre de 2012. Programas como o Minha Casa Minha Vida e outros em parceria com os municípios garantem acesso à casa própria com financiamento subsidiado.

Convite
O prefeito Luciano Azevedo vai participar da festa de aniversário de 50 anos do deputado federal Beto Albuquerque, na segunda-feira. Foi convidado pessoalmente pelo parlamentar. Aproveita a viagem para uma audiência com o governador Tarso Genro, e a coordenadora das Jornadas Literárias, professora Tânia Rösing. Tratarão sobre recursos para a atividade cultural.

Dificuldade
Marina Silva encontra dificuldades para criar o partido (Rede). Precisa de 500 mil assinaturas e registrá-lo um ano antes das eleições. Contraditoriamente, ela aprece bem cotada nas pesquisas pré-eleitorais.

Gostou? Compartilhe