OPINIÃO

Fatos 06.12.2017

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Lauro Kortz
Sem perder tempo, foi ágil a articulação política para manter a data do dia 7 de dezembro, quinta-feira, para assinatura do termo que vai permitir ao governo gaúcho a realização da licitação para a obra do Aeroporto Lauro Kortz. Não vem o presidente Michel Temer, mas estará em Porto Alegre o ministro Eliseu Padilha. A assinatura será às 16h no Palácio Piratini. Como ON já adiantou, o edital está pronto e será publicado no dia seguinte, agilizando o processo. Uma comitiva grande de Passo Fundo e região vai prestigiar o ato na Capital gaúcha. A intenção é desenterrar este sapo e acabar com a zica do Lauro Kortz.
PCO
O advogado Emerson Broto está organizando o PCO (Partido da Causa Operária) em Passo Fundo. Segundo Broto, que deixou o PCdoB há mais há mais de três anos, "o objetivo não é eleitoral, e sim político, apesar de que, no mais das vezes, não se possa apartar os dois!". No entendimento dele, é necessário estabelecer o debate sobre as reais perspectivas para a esquerda, seja por aqui, seja no Estado, e nacionalmente.
Curso superior
Projeto do vereador Patric Cavalcanti, DEM, que estabelece obrigadotirade do diploma de curso superior para quem ocupar cargo de diretor geral da Câmara e de chefe de gabinete dos vereadores, não está encontrando respaldo entre os pares. Na sessão de segunda-feira houve um sutil 'vazare' da sessão para não votar a matéria.
História
Lembrando que a retirada da exigência de diploma de curso superior foi proposta por Diogenes Basegio, quando foi presidente da Câmara. A época, isso beneficiou Neuromar Gato, que assumiu o cargo. Mais tarde, já como deputado estadual, foi o ex-assessor que o denunciou por improbidade e que acabou na sua cassação como deputado.

"A nova onda conservadora no Brasil"
"Fatores históricos e insatisfação da classe média podem ajudar a explicar posições tradicionais em relação a temas como aborto e pena de morte, assim como moralismo exacerbado e ascensão de Bolsonaro, apontam analistas." O texto faz parte da abertura de uma matéria produzida pelo Portal DW - empresa de comunicação alemã com representação no Brasil. Pois a leitura é imprescindível para entender o processo. Vai a link: http://bit.ly/2zSNrgN

Gostou? Compartilhe