OPINIÃO

Fatos 07.07.2016

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Luciano oficializa candidatura

O prefeito Luciano Azevedo, PSB, anuncia, na segunda-feira, 11, que será candidato a reeleição. Hoje, o diretório do PMDB vai oficializar o nome do vereador João Pedro Nunes como o candidato a vice na chapa. A dobradinha já e conhecida dos passo-fundenses. Em 2004, Luciano e João Pedro disputaram a prefeitura.  A aliança terá 14 partidos, praticamente os mesmos que estão na administração desde o início do mandato (PSB, PCdoB, DEM,PPS, PV, PSD, PRB, PSDB, PTB, PMDB, REDE, PSC, PROS, SOLIDARIEDADE) . A novidade é que o PSDB confirmou ontem que vai apoiar a reeleição de Luciano. Não terá mais candidato próprio como defendia, muito por conta da atrapalhada filiação de um grupo de pessoas que não ocorreu.

Proporcional

A decisão do PDT de coligar com o PP para as eleições municipais chegou com surpresa no cenário político. A coluna informou ontem que a aliança seria na majoritária, mas errou. A coligação é para a proporcional, mas com garantia natural de apoio à majoritária. O vice de Osvaldo Gomes pode sair do PDT, que irá indicar nomes, mas também pode sair do PR, que tem como candidato Alcindo Roque, e do PRTB. Os quatro partidos estão fechados com Gomes e decidirão conjuntamente quem será o vice

PV

O PV é um partido pequeno de pouca densidade eleitoral conforme os dados oficiais do TSE. Em 2004 somou 116 votos; 2008, 18 votos; e em 2012, 351. Mas, promete surpreender no pleito deste ano. Vai se apresentar com nominata completa: 32 candidatos a vereador e com nomes de potencial eleitoral. O prognóstico é melhor do que a estatística. O partido é comandado atualmente por Célio Darif, mas a projeção não serviu para convencer os trabalhistas.

Símbolos

A eleição deste ano será cheia de símbolos: em 2004, o PDT com Airton Dipp retornava a prefeitura, tendo como vice Adirbal Corralo (in memorian), PP. Este ano, tudo indica que a dobradinha PDT e PP volte ao cenário, só que na forma invertida (PP-PDT). Em 2004, os adversários de Dipp eram Luciano Azevedo, a época filiado ao PPS, e João Pedro Nunes, PMDB. A chapa também retorna para a disputa, com a diferença de que Luciano busca a reeleição pelo PSB, que lá em 2004 era aliado do PDT.

Faz parte

O colunismo político, diferentemente do social, revela o que os outros não enxergam numa foto pousada. E, invariavelmente, atrás de um sorriso ou tapinha nas costas, tem uma intenção.  A colunista se detém na intenção e isso nem sempre agrada. 

Gostou? Compartilhe