OPINIÃO

Fatos - 08/11/2016

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Mudanças na Lei Orgânica
Duas alterações à Lei Orgânica foram aprovadas em segunda votação pela Câmara de Vereadores, ontem à tarde. Propostas pela Mesa Diretora, uma delas diz respeito à Lei Maria da Penha. Fica estabelecido no âmbito municipal que nenhuma pessoa já condenada por violência contra a mulher poderá ser nomeada CC (cargo em comissão) A outra, regulamenta as emendas impositivas – propostas pelos vereadores no orçamento do município. O projeto entrou em vigor a nível nacional em 2015, mas passa a ser regido com prioridade dentro do município. Com a aprovação, as emendas serão contempladas com 1,2% da receita corrente líquida do ano vigente. Metade deste percentual, no entanto, deverá ser destinado para ações e serviços de saúde. Dentro do orçamento de 2017, os vereadores contarão com mais de R$ 5,6 milhões para as emendas impositivas, o que representa R$ 268,8 mil para cada.


Planejamento
Integrantes do primeiro escalão da próxima gestão participaram ontem da primeira reunião de trabalho com o prefeito Luciano Azevedo e o vice João Pedro Nunes. A ordem no governo municipal é baixar a cabeça e planejar detalhadamente os próximos quatro anos. Luciano aposta no modelo de fortalecimento dos técnicos e estabelecimento de metas, prazos e índices com cobrança permanente de resultados. Aos secretários, o prefeito deixou um recado que lembrou a campanha: "Fizemos muito, mas não fizemos tudo", disse, adiantando que a cobrança será para que os resultados ofereçam uma gestão à altura do que Passo Fundo merece. 

Novidades
O Jornal Zero Hora do final de semana fez uma reportagem apontando as novas lideranças surgidas a partir das eleições municipais e cita Luciano Azevedo como uma destas revelações. O prefeito é tido, inclusive, como o nome do PSB para a disputa ao governo do estado em 2018 como candidato a vice ou até mesmo cabeça de chapa. Só uma situação fora de todo o planejamento do prefeito o fará mudar de ideia. Por enquanto, não será candidato a nada.

Antecipação
O PT municipal deve antecipar a eleição do diretório local. O presidente atual Neri Gomes já mobiliza a militância para organizar as chapas. Não quer mais o comando do partido. Considera ter dado sua contribuição e necessário que se abra espaços para lideranças mais jovens.


*Julia Maziero Possa

Gostou? Compartilhe