OPINIÃO

Fatos 10.01.2019

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Super coordenadoria
Se o governador Eduardo Leite, PSDB, conseguir aprovar na Assembleia Legislativa a proposta de redução das Coordenadorias Regionais de Educação, de 30 para 12 unidades, a 7ª CRE de Passo Fundo deve absorver as CRE de Carazinho e Soledade. Juntas, elas atendem 39 municípios e cerca de 160 escolas. Passo Fundo é responsável por 32 municípios e 120 escolas. Ficaria com quase 70 cidades e 280 escolas. Com uma estrutura enxuta e um espaço físico que não comporta ser ampliado, administrar uma super coordenadoria seria um desafio e tanto para o novo responsável, a ser nomeado somente depois do dia 31 de janeiro. O novo governo acredita que reduzindo a estrutura administrativa das CREs, que empregam 1,6 mil professores, poderá liberar, pelo menos, 1,3 para sala de aula.

 

Cargos
Nomeações de cargos do segundo e terceiro escalões do governo ficarão para fevereiro. Partidos que integram a base já fazem levantamento de possibilidades de indicações, consultando suas bases.

 

Sancionado
Diante da não manifestação do Executivo, o presidente da Câmara de Vereadores Fernando Rigon, PSDB, sancionou a lei aprovada pela Câmara, que altera o Plano Municipal de Educação. Proposta determina que a palavra gênero deve ser sucedida pelos adjetivos masculino e feminino.

 

Não é equívoco
Governo Bolsonaro muda edital e deixa de exigir referência bibliográfica permite propagandas em livros didáticos. Li esta notícia umas 10 vezes para não cometer nenhum equívoco. Mas é verdade, a mais absurda verdade.

 

Nomeado
Vinicius Toazza toma posse no Conselho Penitenciário do Estado. Membro do Conselho da Comunidade de Passo Fundo, pretende contribuir diretamente com o Sistema Prisional Gaúcho.

 

Voto secreto
Manutenção do voto secreto para presidência do Senado é o caminho que o ministro presidente do STF, Dias Toffoli irá adotar. Ele negou ontem liminar para que a escolha do presidente da Câmara dos Deputados fosse pelo voto aberto. Independência entre os Poderes é o que determina a Constituição. Quem tem que mudar a regra é o Parlamento, não o Judiciário.

Gostou? Compartilhe