OPINIÃO

Fatos 16.01.2019

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Consulta Popular deve mudar
O Fórum dos Conselhos de Desenvolvimento Regionais prepara mudanças para a consulta popular deste ano. Segundo a presidente do Fórum, Munira Awad, as áreas da saúde, educação e segurança, devem ficar separadas e ganhar um percentual fixo. A mudança tem sentido. A educação e a saúde já têm garantido percentuais constitucionais nos orçamentos públicos, mas acabam sempre como prioridade na hora da votação. Para evitar que o recurso reservado a consulta popular vá todo para estas três áreas, a idéia e abrir o leque de possibilidades para outros segmentos da economia, como a agricultura, infraestrutura e desenvolvimento regional. O Corede do Botucaraí tem um belo exemplo neste aspecto. A região concentra esforços em uma ou duas demandas realmente necessárias, como recuperação de estradas, por exemplo, e vai em busca de aprovação do recurso na consulta popular. A mudança deve ter o respaldo do novo secretário de Governança e Gestão estratégica, Cláudio Gastal. O encontro dele com a equipe do Fórum causou boa impressão. Gastal será o interlocutor junto ao governo do Estado com a experiência de ter participado da transição em 19 estados brasileiros.


Investimento em segurança
Quando o assunto é segurança de alto padrão, os projetos administrados pela empresa de Porto Alegre ECR Gestão de Risco, em Passo Fundo, já ultrapassam R$ 4 milhões, representando 30% dos contratos em andamento. A empresa especializada em projetos de segurança para condomínios está começando a segunda fase de melhorias no Bosque Village, empreendimento de alto padrão que fica às margens na ERS 324 (Perimetral Sul), que possui 46 lotes numa área de 110 mil m2. A demanda surgiu dos moradores, em função do aumento dos crimes na região e no município. Este ano, a empresa ainda executou na cidade trabalhos no Condomínio La Barra.

 

Acidentes
Em menos de uma semana, dois tombamentos de caminhões na ERS 324, trecho Passo Fundo-Marau. O desnível entre a pista e o acostamento é uma das causas, mas também a velocidade empregada por motoristas de veículos pesados em uma pista extremamente sinuosa.

 

Presídio
A Polícia Civil de Passo Fundo, encarregada de investigar a fuga de 17 presos, na madrugada de sábado, do Presídio Regional de Passo Fundo já tem algumas certezas. Uma delas é que os fugitivos têm alta periculosidade, mas não estão entre os presos com maior capital financeiro. A segunda é que, pelo menos, de quatro a cinco veículos deram apoio externo na fuga. Mas tem muitas dúvidas e uma delas é o fato de as câmeras de monitoramento não terem detectado a ação dos fugitivos. O fato é que o ocorrido só reforça a falência do sistema penitenciário brasileiro.

Gostou? Compartilhe