OPINIÃO

Fatos 17.10.2017

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Projeção

O PCdoB realiza o congresso estadual no próximo sábado, 21, e o deputado estadual Juliano Roso vai defender candidatura própria para Presidência da República e a escolha de um nome entre os líderes mais jovens do partido. Entende que a renovação na política se dará por candidaturas que realmente representem novidade. Também vai defender a apresentação de uma nominata completa para deputado federal, com foco para a reeleição do deputado Assis Mello. O partido tem confiança que pode ampliar a participação de votos, de 2% na última eleição, para 2,5%, antecipando-se a cláusula de barreira que passa a valer em 2020. A mudança aprovada recentemente pelo Congresso estabelece que para receber o Fundo Partidário deve fazer 1,5% dos votos válidos no país.

Despedida

Ontem foi a vez de Luiz Artur Rosa Filho se despedir da Secretaria Municipal da Saúde. Foi um secretário presente, de alta qualidade técnica. O PCdoBo perde um espaço importante na administração, mas, segundo o presidente do diretório municipal Rubens Astolfi, que é Secretário do Meio Ambiente, o partido continuará contribuindo com propostas e ações tanto na saúde como nas demais áreas.  O partido também ocupa a titularidade da Secretaria do Planejamento, com Ana Paula Wickert.

Contatos

Como havia prometido, o pré-candidato ao governo do Estado pelo PDT, Jairo Jorge, já conversa oficialmente com diversos partidos para a formação de uma aliança PARA 2018. Ontem, se reuniu com lideranças do PRB gaúcho e convidou o partido a indicar nomes para compor a chapa majoritária (vice-governador ou senador). Com o PCdoB a conversa vem de mais tempo e está em um bom nível de alinhamento. Os dois partidos tem tradição nas alianças para o governo.

Orçamento

Para fechar as contas do ano, os municípios estão contando com a antecipação do APM. Movimento nacional é coordenado pela Confederação Nacional dos Municípios, com apoio da Famurs. Os prefeitos buscam R$ 4 bilhões de ajuda junto ao governo federal. Estratégia é pressionar os deputados.

Diretas

* Bateu na trave mais uma tentativa de venda da área da Cesa em Passo Fundo. Preço não atrai investidores. Época difícil para fazer negócios. Tem muita oferta.

* A coluna deu em edições anteriores que o prefeito Luciano Azevedo, PSB, seria candidato a deputado federal. O quadro mudou. Há um recuou estratégico. Há mais dúvidas neste momento, do que certezas.  

 

 

Gostou? Compartilhe