OPINIÃO

Fatos - 19/09/2014

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Foco na solução
O prefeito Luciano Azevedo tem notabilizado sua gestão por dar solução a problemas antigos de Passo Fundo. Vai ao ponto. Revitalizou a Praça Marechal Floriano, abrindo o espaço para que a comunidade usufrua de seu cartão postal. Nos finais de tarde é possível presenciar famílias inteiras ao redor do chafariz com holofotes de luz colorida especialmente instalados para dar mais brilho ao local. Virou ponto de encontro. Enfrentou a crítica de alguns vereadores e bancou o uniforme escolar para alunos das escolas municipais. Está realizando a reforma do Teatro Mucio de Castro, prédio que é patrimônio histórico da cidade e que estava abandonado à própria sorte. Está comprometido com a revitalização do Parque da Gare, uma reivindicação histórica da comunidade. E, também, quer anunciar uma possível solução para o Ginásio Teixeirinha, um elefante branco que engoliu mais de R$ 10 milhões e não serve para nada.

Gargalo
Pois ontem, depois de um mistério para criar um clima de expectativa, o prefeito Luciano, ao lado do secretário da Saúde Luiz Artur e do diretor do Hospital Municipal, Fabiano Bolner, anunciou uma obra de R$ 22 milhões para modernizar o HBCS. Dinheiro que virá do próprio orçamento, do Estado e da União. Isso representa dizer que a instituição hospitalar que agoniza na CTI poderá ser importante apoio para desafogar os sobrecarregados Hospitais São Vicente e da Cidade. Paralelo, também foi anunciado o teleagendamento de consultas, a partir de 2015. Sem dúvida, dois grandes anúncios, que podem revolucionar a saúde em Passo Fundo, município considerado polo de referência na área.

Devedores
O Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região do Estado divulgou, ontem, as listas dos maiores devedores da Justiça do Trabalho gaúcha. A fonte dos dados é o Banco Nacional de Devedores Trabalhistas (BNDT). No site do TRT-RS (www.trt4.jus.br), estão disponíveis as relações dos principais inadimplentes do Estado e das 65 cidades que possuem unidades da Justiça do Trabalho no Rio Grande do Sul. O levantamento considera o número de dívidas em nome de pessoas físicas e jurídicas, e não os valores.

Debate
O debate promovido pela ADI com os candidatos ao governo do Estado, agora sete, já que João Carlos Rodrigues, PMN, teve sua candidatura indeferida pela Justiça, deu outro tom à campanha. Os temas da realidade do interior foram preponderantes. De Passo Fundo, o representante para fazer o questionamento, escolhido pelo jornal O Nacional, foi o presidente da Acisa, Marco Mattos. Ele questionou os candidatos a cerca dos problemas de infraestrutura logística da região.

Três manchetes:
“Sarney diz que Lula perdeu aura da invencibilidade” – Estadão
“Na Bahia, Aécio pede ajuda para 'tirar PT do poder” – Folha de São Paulo
“Dilma nega mudanças na legislação trabalhista” – Correio Brasiliense

 

Gostou? Compartilhe