OPINIÃO

Fatos 22.07.2017

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Sobre impostos

Publicado nesta sexta-feira pela ONG Contas Abertas: “O presidente Michel Temer declarou que "a população vai compreender" o aumento das alíquotas do PIS/Cofins para gasolina, etanol e diesel "porque este é um governo que não mente, não dá dados falsos". A afirmação foi rebatida pelo coordenador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, que criticou a medida. “Desviam 200 bilhões por ano praticando corrupção, deixam de aprovar no Congresso medidas anticorrupção, gastam mais do que devem inclusive via emendas milionárias para parlamentares a fim de comprar o apoio parlamentar para livrar Temer da acusação legítima por corrupção; e agora querem colocar a conta disso tudo no nosso bolso, aumentando impostos. Precisamos recuperar nossa dignidade”, disse. O procurador afirmou que toda vez que abastecer o carro vai pensar na saúde e educação dos mais pobres. “[Toda vez] que eu topar com buracos em estradas e infraestrutura precária que prejudica investimentos, vou lembrar disso tudo”, disse. Deltan também lembrou que ano que vem é eleitoral. “E em 2018 vou mostrar toda a minha compreensão do que está acontecendo e dar minha resposta contra os corruptos, como cidadão, nas urnas”, disse.”

Patos

Os patos da Fiesp voltaram às ruas depois que o governo dobrou o imposto sobre os combustíveis, numa demonstração de que terminou o romance entre empresários e governo. Não há quem compreenda decisões como estas. Deveriam ter feito a lição de casa, mas não fizeram. Ao contrário, jogam o mesmo jogo de sempre.

Ano Eleitoral

Radicalizar a democracia é a única forma de mudar este quadro. E isso pode ser feito, sim, como diz o Procurador Deltan Dallagnol, através do voto. Em 2018 será a vez da sociedade dar um basta nisso tudo. Precisamos de novos líderes e uma renovação de 100%. Não dá mais!

Sem confiança

Pesquisa divulgada na sexta-feira pela Viacom, uma empresa de mídia americana vinculada a canais voltados para o público jovem, revela que em momento de turbulência política e conflitos religiosos, apenas 9% dos entrevistados disseram confiar em líderes religiosos, e apenas 2% disseram o mesmo dos políticos de seus países. A empresa ouviu mais de 28 mil jovens de 30 países.

Uber

Chega em boa hora a proposta de discussão de aplicativos de transporte individual, feita pelo vereador Mateus Wesp, PSDB. Passo Fundo precisa se inserir neste debate e fazer jus a condição de cidade polo regional.

Gostou? Compartilhe