OPINIÃO

Fatos - 22/10/2014

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Cavalos
O Promotor de Justiça Paulo Cirne disse que é consistente a denúncia feita pelo Capa de maus tratos e desaparecimento de mais de 40 cavalos, sob responsabilidade do município. Para dar sequência à investigação o promotor solicitou ao município algumas informações para que o MP tenha o panorama completo do destino dos animais. Cirne quer saber, por exemplo, que tipo de controle o órgão responsável do município tinha em relação a hospedaria onde os animais estavam alojados e de onde sumiram, segundo denuncia do Capa. Não é de hoje que o Ministério Público atua no caso. Está na Vara da Fazenda Pública uma ação movida pelo MP contra o município, e que ainda não foi sentenciada, mas que já resultou em algumas determinações. Uma delas, a obrigatoriedade de castração dos animais que são recolhidos. O município está no prazo para apresentar um plano de ação.

Mais um candidato
O vereador Wilson Lill, PSB, também é pré-candidato a presidente da Câmara de Vereadores. “Amamos o que fazemos e mostramos capacidade nesses quase dois anos. Pensamos que podemos contribuir com o legislativo, com a casa legislativa colocando nossa capacidade administrativa a serviço deste poder tão importante para Passo Fundo”, disse.

Esquenta
A propósito da nota feita ontem pela colunista sobre a unificação do PDT e uma possível candidatura de Diogenes Basegio à Prefeitura em 2016, o vereador Márcio Patussi, PDT, manifestou o seguinte, no seu perfil do Facebook: “Concordo que devemos ter uma candidatura própria, até mesmo para retomar o protagonismo político de 30 anos em nossa cidade. Mas diante dos resultados eleitorais do último pleito, tenho convicção de que novos nomes devem ser apresentados à sociedade, com ligação ao trabalhismo, capacidade de diálogo, articulação política, interação com a comunidade, e, sobretudo, perfil de gestor”.

Piada
Todo mundo sabe que o candidato ao governo do Estado José Ivo Sartori, PMDB, gosta de uma piada. Mas, na reta final da campanha, pediu pra levar com a história do piso do magistério. Assessoria do candidato deve estar de cabelo em pé.


Mineiro, uai!
Parafrasendo Ancelmo Gois, colunista de O Globo: o certo é que o próximo presidente da República nasceu em Belo Horizonte. Será mineiro. Haja coração tucano e petista a quatro dias da eleição.

Interior
O candidato ao governo do Estado, Tarso Genro, PT, fez comício em Passo Fundo na segunda-feira à noite e, ontem de manhã, concedeu entrevistas às emissoras de rádio de Passo Fundo. Está focando todas as forças no Interior. Não há informações sobre agenda de Sartori na região.

 

Gostou? Compartilhe