OPINIÃO

Fatos 29.11.2017

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A decisão é da Câmara
Quem vai dar a palavra final se a negociação entre Manitowoc e Comercial Zaffari deve mesmo sair é a Câmara de Vereadores. O Executivo recebeu as duas empresas que informaram o acerto comercial e a disposição de oferecer R$ 8 milhões como ressarcimento das benfeitorias realizadas no local . Agora o Executivo deve receber um protocolo de intenções das duas empresas, analisar tecnicamente par ver se elas cumprem condicionantes. Superada a etapa, é feito um projeto e encaminhado à Câmara de Vereadores. Aos vereadores caberá a palavra final: dizer se aceitam ou não o acordo. O acordo entre Manitowoc e Zaffari é de empresa para empresa e não envolve o Executivo. Da mesma forma que não envolve somente o valor de ressarcimento, mas também o resto a pagar ao BNDES, que deve estar perto de R$ 26 milhões. A Manitowoc conversou sim com outras empresas interessadas, mas optou pelo Zaffari, porque entendeu que o negócio seria melhor efetivado. Como há acordos de confidencialidade, não se sabe o que as empresas ofereceram.

Hipóteses
* A Câmara de Vereadores e o Executivo não podem obrigar a Manitowoc a negociar com empresa que ela não queira.
* Se a Justiça decider pela devolução da área ao município, atendendo a ação popular movida pelo vereador Patric Cavalcanti, certamente teremos um imbróglio judicial que deve levar anos. E, enquanto isso não se definir, a área fica lá parada.

Futuro
O futuro do ex-prefeito Airton Dipp depende unicamente dele. É claro que ele seria um nome forte para disputar vaga tanto para a Câmara dos Deputados, quanto para a Assembleia. Tem sido tentado a pensar a respeito. Mas, o diretório estadual faz força para que ele seja o próximo presidente. É um conciliador por natureza. De outra parta, o pré-candidato ao governo, Jairo Jorge, convidou Dipp para que ele seja o coordenador da campanha de 2018. Ofertas na esfera política não faltam ao ex-prefeito.

Tudo se transforma
A colunista não mudou sua opinião a respeito da Nau instalada no Boqueirão e que popularmente é chamada de Caravela. Mas, tem males que vem para o bem. O fato de o vereador Ronaldo Rosa ter levantado a possibilidade de retirada na Nau (Caravela) do local, acabou mobilizando os moradores do bairro. Eles não querem que isso aconteça porque o monumento se tornou referência. O que aconteceu é que, auxiliados por outro vereador, Saul Spinelli, foram à luta e conseguiram apoiadores para reformar a Nau e revitalizar o espaço para convivência da comunidade. O fato é que tanto Ronaldo (que retirou o projeto atendendo a este anseio) e Saul cumprem muito bem seu papel como vereadores. Quem manda é o povo e pouco interessa o que individualmente pensamos sobre o assunto. A maioria sempre vence. Isso é Democracia.

Gostou? Compartilhe