OPINIÃO

Fontes em Off

Por
· 4 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Galeria Estação da Arte
Ocupando o espaço da antiga estação férrea, a Galeria Estação da Arte apresenta para a comunidade mai suma exposição, a “Estação da Memória”, um convite para revisitar a cidade de uma forma diferente: um passeio através de maquetes, fotografias e desenhos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de Passo Fundo (UPF). A ideia é valorizar o patrimônio arquitetônico, lembrando que a história de uma cidade é também contada pelos seus prédios. A iniciativa une a Secretaria de Cultura da Prefeitura de Passo Fundo e o   Arquivo Histórico Regional (AHR). A exposição está na sala 2 da galeria e segue até o dia 30 de julho. Os horários de visitação são às quartas-feiras, sábados e domingos, das 15h às 19h. Mais informações pelo e-mail confrariadasartespf@gmail.com

 

Tricotaço em Tapejara

As peças de roupas produzidas no 1º Tricotaço foram destinadas às crianças das creches municipais, aos vovôs da Casa de Convivência, às Gestantes dos Grupos das E.S.F Bairro São Paulo, Treze de Maio, do Programa Primeira Infância Melhor (Pim), além dos Grupos da Assistência Social. As voluntárias que produziram as peças para o Tricotaço continuam produzindo e levando até a Secretaria d Assistência Social. “Conforme as peças vão chegando, nós vamos encaminhando às pessoas necessitadas. Essas roupas estão ajudando muitas famílias, amenizando o frio intenso desse inverno. Só temos a agradecer as voluntárias que se sensibilizaram e continuam nesta corrente de solidariedade, doando seu tempo e seu carinho”, frisou Rosangela.

 

GestãoI
A cada semana, mais gestores de todo o Estado, e até de fora, vêm visitar e buscar informações de como é feita e executada a gestão administrativa da Prefeitura de Passo Fundo, comandada pelo prefeito Luciano Azevedo e seu secretariado. Durante a semana visitaram em agenda aqui no município os prefeitos de Ipiranga do Sul, Mário Luiz Ceron (PTB), e o vice-prefeito de Caçapava do Sul, Luiz Carlos Gugliemnin (PSDB). “Sempre é bom receber representantes de outros municípios para conhecer a administração que estamos fazendo em Passo Fundo. Ficamos felizes, isso é o resultado do trabalho sério e comprometido feito por todos que estão na administração municipal”, destacou Luciano.

Gestão II
Para o vice-prefeito de Caçapava, Luiz Carlos Gugliemnin, Passo Fundo vive um momento especial com a gestão do prefeito Luciano. “A cidade está muito bonita e organizada. Hoje, é uma referencia para aqueles municípios que procuram estabilidade financeira, organização e projeção dentro do Estado. Vamos levar daqui, muito conhecimento através das ações e programas implantados e temos a certeza, que dentro da nossa realidade também poderemos transformar nossa comunidade, como aconteceu aqui”, disse Luiz Carlos, que aproveitou para convidar o prefeito Luciano para visitar Caçapava e fazer uma palestra. “As coisas que estão sendo feitas, tem de ser conhecidas na nossa cidade e região pelos nossos administradores”.

 

 

Passaportes I

O Ministério da Justiça informou que o limite de empenho de recursos federais para emissão de passaportes já foi disponibilizado ao Departamento de Polícia Federal (DPF). Com isso, a PF pode retomar o serviço, que estava suspenso desde o dia 27 de junho. A lei que libera recursos para a emissão de passaportes foi sancionada na última quarta-feira (19) pelo presidente Michel Temer, autorizando de crédito extra de mais de R$ 102 milhões para o Ministério da Justiça.

 

 

Passaportes II

Com orçamento insuficiente para as atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem, a PF suspendeu a emissão de novos passaportes na noite do dia 27 de junho. Segundo o órgão, o setor atingiu o limite de gastos previstos na Lei Orçamentária da União. De acordo com a PF, são realizados 11 mil atendimentos por dia útil para a requisição do documento em todo o país. Como a paralisação já dura três semanas, a demanda não atendida pode superar 150 mil pedidos.

 

 

Cursos profissionalizantes
Os cursos profissionalizantes oferecidos pela Prefeitura de Passo Fundo através da Universidade Popular (UP) tiveram recorde de inscritos neste semestre. Foram mais de 3.990 interessados em participar das 22 turmas oferecidas, que fizeram a inscrição através do site até a última sexta-feira, dia 14 de julho. “Nunca tivemos uma procura tão grande, o que mostra a importância desse trabalho”, comenta a coordenadora da UP, professora Márcia Leida. As mil vagas oferecidas são em cursos das áreas de beleza, administrativa e artesanato. Todos as modalidades são totalmente gratuitas. A lista com os selecionados para cada um dos cursos estará disponível no site da Prefeitura (www.pmpf.rs.gov.br) a partir das 14h de segunda-feira, dia 24 de julho. A seleção,  acontece de acordo com a ordem de inscrições. Os demais inscritos ficam em lista de espera.

 

Produção de grãos

A produção brasileira de grãos deverá aumentar em 21,5% nos próximos 10 anos, chegando a 288,2 milhões de toneladas, um acréscimo de 51 milhões de toneladas em relação à atual safra (2016/2017), de 237,2 milhões de toneladas. A estimativa está em estudo de projeção da produção agropecuária brasileira para a próxima década divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). A pesquisa envolve 29 produtos, como grãos, carnes, leite, frutas, fumo, celulose, papel e outros. Segundo o estudo, milho e soja continuarão puxando a expansão dos grãos até a safra 2026/27. Em 10 anos, 60% da produção de soja serão destinados ao mercado externo. A previsão de crescimento da área plantada de todas as lavouras é de 13,5%, saindo dos atuais 74 milhões de hectares para 84 milhões de hectares. Já área de grãos deve aumentar 17,3% neste período.

Gostou? Compartilhe