OPINIÃO

Fontes em Off - 17/11/2012

Por
· 3 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

CDL
Objetivando entender as necessidades do cliente e realizar vendas mais produtivas através da motivação pessoal, o CLD promove o curso Motivando Equipes, colhendo resultados entre os dias 21 a 23 de novembro. O instrutor José Eduardo Grapíglia César abordará a importância das relações interpessoais para o sucesso, o Papel do profissional de vendas, aprimoramento da inteligência interpessoal, alinhamento de visão, objetivos e metas do time, como lidar com diferentes públicos, fidelização de clientes e comunicação corporal. Para se inscrever ou conhecer outros cursos de nossa agenda entre em contato pelo (54) 3045-8803 ou pelo e-mail cdldesenvolvimento@cdl-pf.com.br.

APAE
A Apae lançou na última quarta-feira (14) o calendário de 2013, cujo tema é “O que você precisa para ser feliz?”. Autoridades, imprensa, amigos da entidade e parceiros que trabalharam na elaboração do produto participaram da cerimônia realizada no Clube Comercial de Passo Fundo. Nesta edição, 12 adolescentes, escolhidos por meio de um sorteio, ilustram os meses de 2013. Os calendários estão a venda na Apae, no Manno Escobar Cabeleireiros e nas Lojas Play Tennis.

Ataques
O estado de Santa Catarina viveu nesta sexta-feira (16) mais uma madrugada violenta, com registro de ataques em 13 cidades. Cinco ônibus foram incendiados, sendo três em São José, um em Itapema e um em Florianópolis. Três pessoas, suspeitas de envolvimento na onda de violência, morreram durante confrontos com policiais. Desde o início dos ataques, na noite de segunda-feira (12), 25 ônibus foram incendiados, 62 pessoas foram detidas – 46 delas continuam presas –, mas nenhuma morte havia sido contabilizada.

Dívidas
Segundo a pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada neta sexta-feira (16), 37% das empresas industriais não têm mais espaço para o endividamento. A pesquisa revela também que 16% das empresas disseram estar acima do limite de endividamento. No total, portanto, 53% das empresas industriais não podem mais se endividar. De acordo com a pesquisa, 18% dizem não ter qualquer tipo de endividamento atualmente. A maior parcela, 69%, tem algum tipo de endividamento e 13% não responderam. A pesquisa foi feita com 2.383 empresas, sendo 849 pequenas, 937 médias e 597 grandes. Os dados foram coletados no período de 2 a 13 de julho de 2012.

Estabilidade
O TST (Tribunal Superior do Trabalho) modificou, no mês passado, seu entendimento nas súmulas 244 e 378, estendendo o direito à estabilidade no emprego aos contratos temporários, no caso dos empregados que sofram acidente de trabalho e de empregadas gestantes. Isso significa que o contrato firmado com tais funcionários muda de temporário para prazo indefinido em qualquer uma das situações, e eles não podem ser dispensados. No caso da mulher que fica grávida, a estabilidade prevista em lei vai desde a concepção até cinco meses após o parto. Já o funcionário que sofrer acidente de trabalho tem seu tempo de afastamento determinado pelo INSS [Instituto Nacional do Seguro Social], e depois não pode ser demitido por um ano.

Protesto
Estudantes e empresários tapejarenses bloquearam a RS 463, estrada que liga Tapejara à Coxilha e é uma das principais rodovias do nordeste do Rio Grande do Sul, no final da tarde desta sexta-feira (14).  O bloqueio aconteceu próximo ao trevo com a RS 135, e foi organizado por estudantes universitários representados pela AUTAPE (Associação dos Universitários Tapejarenses) e por empresários representados pela ACISAT (Associação Comercial Industrial de Serviços e Agropecuária de Tapeara) e Sindilojas Tapejara. Os aproximadamente 200 estudantes e empresários distribuíram panfletos aos motoristas explicando os motivos da mobilização e também utilizaram nariz de palhaço e apitos para chamar atenção.

Protesto II
A manifestação faz parte do movimento “463 por que nos abandonaram?” que reivindica a recapagem completa da rodovia, a construção de acostamentos, a reforma em pontos com maior índice de acidentes e a utilização da verba do pedágio comunitário da RS 135 para a manutenção da RS 463. O movimento também questiona  o fato de a região nordeste ter oito deputados que a representam na Assembleia Legislativa, além do próprio Secretário de Infraestrutura e Logística Beto Albuquerque, que também tem seu domicílio eleitoral no nordeste gaúcho. Um ofício será enviado a Assembleia Legislativa e ao Governo Estadual para reforçar as reivindicações.

Gostou? Compartilhe