Há cinco anos a cidade ganhava a primeira ciclovia

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Em dezembro de 2014 Passo Fundo ganhava os três primeiros quilômetros de ciclovia integrados aos canteiros da avenida Brasil. Cinco anos se passaram e hoje já são aproximadamente 20 quilômetros, fazendo da ciclovia um dos meios de locomoção que cada vez mais ganha adeptos, seja por esporte, lazer ou deslocamento diário para as atividades de rotina.

A primeira ciclovia foi construída, ainda na primeira gestão do prefeito Luciano Azevedo, com o propósito de inserir o uso da bicicleta na vida da cidade, ação que deu certo pela ampliação dos trechos e pela adesão das pessoas que passaram a usar a bicicleta para mobilidade. Segundo a secretária de Planejamento, Ana Paula Wickert, “a implantação de ciclovias segue o Plano de Mobilidade Urbana, buscando implantar as ciclovias de forma planejada e criar uma rede que permita o uso dos meios de transportes não motorizados”, explica.
A estudante Laura, de 22 anos, usa a ciclovia para andar de bicicleta e para caminhada. “Além de ser um lugar para atividades esportivas também facilita o trânsito da cidade, já que serve para o deslocamento do pedestre”, destaca. Já Alexandre, de 44 anos, que mora no Boqueirão, vê a ciclovia como um lugar de “maior segurança e respeito para os ciclistas”.
Atualmente, a ciclovia se estende na avenida Brasil, bairro Boqueirão; no Parque da Gare; no Parque Ambiental Banhado da Vergueiro; no Parque Linear Sétimo Céu, na Petrópolis; no bairro Santa Marta; e na avenida Presidente Vargas, no bairro São Cristóvão.
O investimento na construção de ciclovias pela cidade tem como objetivo a promoção do uso da bicicleta como lazer, esporte e opção de transporte e a conscientização para a necessidade de novas formas de se movimentar, tornando a mobilidade mais sustentável.
FOTO - Passo Fundo já conta com 20 quilômetros destinados para os ciclistas

Gostou? Compartilhe