IFSul e UFFS cancelam aulas para conter avanço do coronavírus

Ausência de atividade acadêmica entra em vigor nesta segunda-feira (16)

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFSul) e a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) decidiram suspender as atividades acadêmicas nos centros de ensino como medida de contenção para o contágio de coronavírus entre estudantes e funcionários.

A circular impacta diretamente nos campis de Passo Fundo, onde o IFsul mantém nove cursos regulares com 1,3 mil acadêmicos matriculados. A UFFS, por sua vez, oferta apenas o curso de graduação em Medicina. A suspensão das aulas presenciais, no entanto, se estende para o Programa de Pós-Graduação e Graduação na unidade de ensino em Erechim, Chapecó, Cerro Largo, Laranjeiras do Sul e Realeza por tempo indeterminado. “Essa decisão fundamenta-se em ação preventiva diante da pandemia do coronavírus. Assim, recomenda-se à comunidade estudantil que se mantenha em seus domicílios, evitando viagens e aglomerações. As atividades administrativas estão mantidas”, justifica a instituição por meio de nota oficial.

O diretor do IFSul, campus Passo Fundo, Alexandre Pitol Boeira, pondera que, embora os ciclos letivos estejam suspensos até o dia 3 de abril, as funções administrativas consideradas emergenciais, como emissão de diplomas e pagamentos, serão mantidos. Alguns servidores públicos, contudo, exercerão as atividades pelo sistema retomo na modalidade home office. “Estamos fazendo o possível para evitar aglomeração”, explicou ele. “É uma forma para reduzir a velocidade de contágio e evitar o pico de contaminação”, prosseguiu.

As aulas, como salientou Boeira, serão “plenamente recuperadas” em um calendário a ser definido entre a gestão e os docente na volta do período de isolamento preventivo.

Nas demais instituições de ensino superior, as aulas estão mantidas. A Universidade de Passo Fundo (UPF) suspendeu apenas as atividades no CREATI. Um comitê adminsitrativo deve reunir-se, no início da tarde desta segunda, para deliberar sobre a posição da IMED frente à epidemia do coronavírus.

Na rede privada de educação, o Colégio Marista Conceição cancela, a partir de terça-feira (17), as aulas para a Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio até o dia 30 de março, quando uma nova avaliação de cenário deve ser feita pelo educandário. A Rede Notre Dame, que congrega o Colégio Notre Dame e Notre Dame Menino Jesus, segue a decisão das demais instituições e não deve abrir os portões por 15 dias.

Gostou? Compartilhe