OPINIÃO

Meu filho tem um distúrbios de aprendizagem?

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A principal dificuldade no diagnóstico precoce dos transtornos de aprendizagem – uma dificuldade que atrapalha na alfabetização – está justamente na identificação. O que pode ser uma dislexia (distúrbio de leitura) ou alguma outra condição física ou cognitiva é facilmente confundida com preguiça e falta de atenção. Por estarem dia a dia com as crianças, os professores geralmente são os primeiros a perceber que algo está errado.
O Distúrbio de Aprendizagem afeta o modo pelo qual crianças com inteligência média, ou acima da média, recebem, processam ou expressam informações e que se mantém por toda a vida. Isto prejudica a habilidade para aprender habilidades básicas em leitura, escrita ou matemática.Muitas vezes os transtornos de aprendizagem estão acompanhados de falta de motivação, imaturidade e problemas comportamentais. Porém, caso a criança apresente dificuldades significativas e mais duráveis em termos das habilidades básicas de leitura, escrita e aritmética, o problema deve ser um distúrbio de aprendizagem.
Algumas características:
Fase pré-escolar
• Começa a falar mais tarde do que a maioria das crianças;
• Tem dificuldades para encontrar as palavras apropriadas em situação de conversação;
• Tem dificuldades para nomear rapidamente palavras de uma determinada categoria;
• Apresenta dificuldades com rimas;
• Tem problemas para aprender o alfabeto, dias da semana, cores, forma e números;
• É extremamente agitada e facilmente se distrai;
• Dificuldades para seguir ordens e rotinas;

Fase escolar inicial
• Demora para aprender as relações entre letras e sons;
• Faz erros consistentes de leitura e de ortografia;
• Dificuldades para relembrar sequências e para dizer as horas;
• Lentidão para aprender novas habilidades;
• Dificuldades em termos de planejamento;
• Dificuldades para sintetizar os sons e formar palavras.

Fase escolar – séries mais avançadas

• Lentidão para aprender prefixos, sufixos;
• Evita leitura em voz alta;
• Dificuldades com os enunciados de problemas em matemática;
• Soletra a mesma palavra de modos diferentes;
• Evita tarefas envolvendo leitura e escrita;
• Dificuldades para lembrar ou compreender o que foi lido;
• Trabalha lentamente;
• Dificuldades para compreender e/ou generalizar conceitos;
• Confusões em termos de endereços e informações.
Os distúrbios de aprendizagem, apesar do nível de inteligência preservado, também podem requerer uma estimulação com características mais amplas, englobando a linguagem compreensiva e expressiva, oral e escrita, a formação de conceitos numéricos e o desenvolvimento de habilidades metalinguísticas, como a consciência fonológica. O fonoaudiólogo é o profissional habilitado para trabalhar estas habilidades. Se o seu filho apresenta algumas das características apresentadas, procure ajuda. Também podem fazer parte da avaliação do aprendiz o neurologista, a psicóloga, a neuropsicóloga e a psicopedagoga.

Gostou? Compartilhe