OPINIÃO

Na encruzilhada

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Na encruzilhada
As eleições para prefeitos, vice-prefeitos e vereadores programadas para o dia dois de outubro está sendo vista como uma opção a crise política que assola o governo federal. Na contagem regressiva que deve resultar no afastamento da presidente Dilma (PT) a possibilidade do envio ao Congresso de uma emenda à Constituição reduzindo em dois anos o atual mandato. A ideia manifestada pelo presidente do senado e apontada como estapafúrdia é uma das saídas para os mais próximos do Palácio da Alvorada.
 
II
A redução de quatro para dois anos do mandato da presidente implica na sua renúncia e do vice-presidente. Autorizado por Michel Temer (PMDB) o senador Romero Jucá, presidente nacional da sigla, apontou a iniciativa da emenda como golpista. Para o PT e as siglas que ainda apoiam o atual governo seria uma saída honrosa. O PSDB e a Rede, de Aécio Neves e Marina Silva, que no primeiro turno da eleição de 2014 obtiveram 34.897.211 votos (33,55%) e 22.176.619 votos (21,32%), respectivamente, não descartam a ideia. Juntos fizeram 13.806.162 votos a mais do que Dilma.
 
III
Numa possível eleição para presidente junto com a dos prefeitos, vereadores o partido da estrelinha vermelha teria como única opção a candidatura do ex. presidente Lula. Com um índice de rejeição elevado seria uma empreitada difícil. Aécio, como um grande número de políticos de diferentes matizes ideológicos, é investigado na Lava Jato. Mas diferentemente da Rede o PSDB, tem outros nomes em condições e enfrentar uma campanha. Com o futuro ministério praticamente pronto Temer não aventa a hipótese de embarcar na canoa da renúncia. Neste emaranhado tabuleiro político os debates em torno das questões municipais ficam em compasso de espera.
 
Curtas:
# Um morador de Jacutinga registrou em imagens um automóvel da Secretaria da Saúde de Mariano Moro estacionado numa rua central de sua cidade.
# O condutor do veículo estava, segundo o denunciante, acompanhado da esposa e de uma amiga.
# O trio teria permanecido no interior de uma residência entre as 17 e 18h30min horas de quarta-feira (27) e teriam feito demonstração de produtos de beleza.
# O prefeito de Mariano Moro foi informado sobre o fato e afirmou a imprensa que irá investigar.
# O movimento no Cartório Eleitoral de Getúlio Vargas, que atende outros cinco municípios da 70ª Zona Eleitoral tem sido intenso.
# O prazo final estabelecido para transferência e confecção de novos títulos eleitorais encerra na próxima quarta-feira (04).
# No sábado e domingo (30 e 01), o Cartório Eleitoral, localizado junto ao Fórum, fez plantão das 12 às 19 horas.
# Eleitores dos municípios de Estação, Erebango, Ipiranga do Sul e Floriano Peixoto que ainda não fizeram o cadastro biométrico ainda poderão fazê-lo.
# Os eleitores de Getúlio Vargas e Sertão não precisam fazer o cadastro biométrico.

Dito & Feito:
Um protesto realizado na Universidade Federal Fronteira Sul (UFFS), em Erechim, resultou na suspensão das aulas na quinta-feira (28). Os integrantes do grupo denominado Juventude Estudantil pela Democracia, contrários ao processo de impeachment que tramita no Senado, trancaram salas de aulas com correntes e cadeados.

Gostou? Compartilhe