OPINIÃO

O admirável mundo desconhecido

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Em Sonhos Tropicais Moacyr Scliar descreve os passos iniciais do sanitarista Osvaldo Cruz nos anos finais de 1800. Há uma passagem em que um professor apresenta a seus alunos um telescópio apontado para as estrelas e, a seguir, um microscópio mirado em um micro-organismo qualquer. Queria demonstrar, o professor, que era extremamente difícil saber onde habitavam os maiores mistérios: se fora de nós ou dentro.
A ciência define o funcionamento do corpo humano de maneira bem didática. Somos seres dependentes de disparos elétricos permanentes. Os estímulos elétricos produzem estímulos químicos que se tornam fenômenos biológicos. E aí está a compreensão da dinâmica da vida que tem por princípio a física. Sempre fui ruim em física e matemática e a gente tem por ideia que as professoras mais maldosas eram as de matemática com exceção, é claro, das queridas Sirlei Costamilan, Geni Zanin e daquela máquina que dava aula de matemática no Gama Vestibulares em 1975. Era a matemática aplicada, nossos olhos implacáveis seguiam todos...todos os femininíssimos movimentos daquela loura e eu seria capaz de passar a semana inteira em aulas de matemática sem me exaurir. Pena que era bem casada, além disso nem sabia que existíamos. Lembra dela...da matemática... quero dizer, caro Voltaire Borges?
A fisiologia humana é bem compreendida, somos máquinas tal qual um automóvel. Se fazemos manutenção permanente é possível que tenhamos longevidade. O que não sabemos explicar á como uns de nós são como um dínamo e outros são pasmados. Onde nasce o pensamento, a paixão, a garra, de onde vêm os sonhos?
Juscelino, o Peixe-Vivo, era arrebatador. Os inimigos políticos que chegavam para tentar dizimá-lo quedavam-se, no entanto, quando a máquina Juscelino se aproximava. Era uma aperto de mão em que ele utilizava ambas as mãos e um sorriso extremamente iluminado, além da pronúncia correta do nome completo do agora ex-oponente. O magnetismo do Peixe-Vivo derrubava qualquer fronteira. De onde vem isso tudo? Essa força brota de que estímulo? Como explicar que a loira professora era tão intensa e eu e o Voltaire de uma luminosidade quase nula?
O legal, caro leitor, que tu já vens com o dispositivo de luz de graça, como um presente a mais do Criador. Está à disposição. O poder de arrebatar, o poder de modificar, o poder de iluminar foi instituído em nós como um chip. Uns utilizam-no, outros aplaudem, outros nem sabem que existe. Não é admirável esse mundo desconhecido? Sim, é admirável e factível. Nem todas as coisas são factíveis, somente em sonhos, talvez, como a professora de matemática.

Gostou? Compartilhe