Passo Fundo poderá rastrear risco de câncer em recém-nascidos

O objetivo é a realização do diagnóstico de crianças com P53, proteína citoplasmática, cuja presença alterada indica maior possibilidades de incidência de câncer

Por
· 1 min de leitura
Médico especialista no tema deverá vir a Passo Fundo para palestrar

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Vereador Saul Spinelli (PSB) e o Médico Oncologista Pediatra Pablo Santiago articulando a inclusão no teste do pezinho, também o rastreamento de doenças relacionadas ao câncer. Para isto, contatos já foram feitos em Curitiba junto com Hospital Pequeno príncipe e Fundação Rei Pelé e também junto à Câmara de Vereadores de Chapecó que realizou audiência pública sobre o tema e avançou em alguns movimentos. 

 

O objetivo é a realização do diagnóstico de crianças com P53, proteína citoplasmática, cuja presença alterada indica maior possibilidades de incidência de câncer. Pessoas que não possuem alteração da P53 têm o risco de 1 a 4000 de ter algum câncer ao longo da vida, enquanto as pessoas que possuem alteração, o risco aumenta para 1 a cada 300.


Daí a importância do diagnóstico precoce da P53 alterada, já logo no nascimento, para o monitoramento com frequência da saúde da criança ao longo de sua vida, de maneira a permitir um diagnóstico precoce de câncer na vida adulta.


Spinelli, que é um dos articuladores junto com o Pediatra Pablo Santiago da criação do Centro Oncológico Infanto-Juvenil e da Escola da Vida para atendimento pedagógico às crianças internadas, trabalha para trazer a Passo Fundo o médico Bonald Cavalcante de Figueiredo, do Hospital Pequeno Príncipe e Fundação Rei Pelé de Curitiba, buscando assim viabilizar este teste nas crianças nascidas em Passo Fundo. Doutor Bonald é PHD em Cancerologia e Pediatria.


A identificação de imunodeficiências primárias (mau funcionamento do sistema imunológico presente desde o nascimento) representa mais chances de curas para milhares de pequenos pacientes, destaca o Vereador que prevê a audiência pública sobre o tema ainda para o primeiro semestre deste ano. 

Gostou? Compartilhe