OPINIÃO

Ponto de vista

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Na eleição do município de Getúlio Vargas ocorrida no ano de 1996 dois candidatos a prefeito disputaram o cargo ocupado então pelo prefeito Aldino Beledeli (PMDB). A frente formada pelo PT, PMDB, PDT, PTB e PSB, batizada de União Democrática Getuliense apresentou como candidato a prefeito Elton Scapini (PT) e Sandro Tonial (PMDB). A Aliança Progressista Getuliense, formada pelo PPB (hoje PP) e o PSDB elegeu com folga o ex. prefeito Darcy José Peruzzollo (PPB) e Paulo Edgar da Silva (PPB). Para poder oficializar a coligação com o PMDB foi necessária uma autorização da direção estadual do PT.
I I
Pela terceira vez o PT disputaria sem sucesso a eleição majoritária no município de Getúlio Vargas. Quatro anos depois ele chegaria ao Centro Administrativo instalado no antigo Juvenato Imaculada Conceição. Sem coligação o PT obteve em 2000 35,22% dos votos elegendo Dino Giaretta e Paulo Roberto dos Santos, prefeito e vice- prefeito. A coligação majoritária do PPB e PFL disputou com Paulo Edgar da Silva e Ronaldo Delfino, totalizando 33,74% dos votos, seguidos de Aldino Beledeli e Pedro Tomelero, da coligação PMDB, PTB, PDT e PSDB, com 25,94%.
I I I
Na eleição de 2004 o PT reelegeu Dino Giaretta. Nas últimas duas, em 2008 e 2012, a coligação formada pelo DEM, PP, PTB, PSDB e PPS garantiu as vitórias de Pedro Paulo Prezzotto. Depois de pouco mais de treze anos na presidência da república o PT está prestes a ver seu projeto de poder próximo do fim. Não menos melancólico foi o segundo governo petista do RS. Diante da maior crise das últimas décadas, que atinge praticamente todos os partidos, a política tem sido vista com desconfiança. Difícil prever o desenrolar da campanha que se aproxima e a reação do eleitorado.
Curas:
# Depois de muitos meses o Daer e as empresas que prestam serviço para o governp deram o ar de suas graças.
# Ao longo da semana passada inúmeros trechos de rodovias sob jurisdição da 13ª Superintendência, com sede em Erechim receberam reparos e melhorias.
# Dentre as contempladas a ERS-475, nas entradas das cidades de Charrua e de acesso ao trevo sul da RS-135, em Getúlio Vargas.
# De igual a VRS-828, entre a ERS-475, Erebango, e a ERS-211, Campinas do Sul, entrada para a BR-153, em Erechim.
# Na sessão da Câmara na noite de quinta-feira (05) o vereador Elgido Pasa (PP) solicitou ao executivo a demarcação das vagas de estacionamento na área central da cidade.
# Neste ano a Secretaria de Obras delimitou alguns pontos exclusivos para o estacionamento de motocicletas em alguns logradouros de Getúlio Vargas.
# Mesmo assim alguns motociclistas preferem ocupar as vagas destinadas aos automóveis.
# O jornalista Túlio Milman será o primeiro conferencista do XXIII Fórum de Estudos das Ciências Jurídicas e Sociais da URI Erechim que será aberto na noite de segunda-feira (09).
# Promovido pelo Curso de Direito o evento tem como meta destacar as transformações da lei na sociedade face ao surgimento dos chamados novos direitos, como bioética, propriedade intelectual, entre outros.
# Também estão previstas as conferências do delegado Emerson Wendt, do advogado Jader Marques, e dos promotores Fabiano Dallazen e Karina Denicol.

Dito & Feito
O prefeito, Paulo Polis (PT), recebeu na terça-feira (5) a confirmação da ministra Ana Arraes, do Tribunal de Contas da União (TCU), de que Erechim e os demais municípios selecionados pelo MEC para receberem os novos cursos de Medicina no país não correm o risco de ter os seus respectivos processos de seleção cancelados.Segundo a ministra, o que está retardando o processo para o início das aulas é a licitação que definiu as instituições de ensino que serão responsáveis pelos cursos.O tema está sendo analisado pelo TCU e deverá ser apreciado pelo plenário do Tribunal ainda no 1º semestre de 2016.

Gostou? Compartilhe