Projeto garante criação e transferência de cargos na educação

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O prefeito Airton Dipp encaminhou nesta quarta-feira para a avaliação da Câmara de Vereadores dois projetos de lei que criam e transferem cargos de professores de educação infantil e ensino médio, para garantir as promoções e progressões de carreira, de forma a atender a demanda pelos próximos anos. Neste mês de agosto, 7 professores de  ensino fundamental e 6 professores de educação infantil serão promovidos por terem melhorado sua qualificação profissional.

Os projetos encaminhados em regime de urgência, tratam da criação de 75 cargos da educação infantil de nível II(professor com graduação), e da transferência de 350 vagas do quadro de carreira do magistério municipal de nível II, para nível III(pós-graduação). Estas modificações no quadro devem atender a demanda da educação infantil pelos próximos 3 anos e do ensino fundamental pelos próximos 5 anos, garantindo a possibilidade de promoção e progressão de carreira no magistério municipal. Podem ser promovidos, professores de comprovarem junto a SME, qualificação profissional. São enquadrados no nível I os que tem formação em magistério, no nível II os que concluíram curso de graduação na área afim e de nível III os que são pós-graduados.

O orçamento deste ano já previa estas promoções. Os salários dos professores municipais variam, na educação infantil de R$ 1.053,75 (30 horas de nível I) a R$ 2.661,35 (30 horas, nível III) e no ensino fundamental de R$ 1.082,91 (20h- nível II) a R$ 1774,28 (20 horas, nível III).

Os professores municipais tem nova oportunidade de progredir na carreira, no mês de março, após a comprovação de terem feito, no mínimo, 100 horas de cursos complementares de qualificação profissional. Atualmente Passo Fundo possui no quadro de funcionários públicos municipais 950 professores de ensino fundamental e 111 de educação infantil, além dos outros profissionais que trabalham na educação.

Gostou? Compartilhe