Reprovação de 87% no concurso do magistério

Em 12 cargos, nenhum professor alcançou a média mínima para passar para a próxima fase do concurso. Lista pode ser conferida no site da Secretaria da Educação

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Dos cerca 2,2 mil candidatos que concorreram a 284 vagas oferecidas para escolas da 7ª CRE (Coordenadoria Regional de Educação) 87,5% foram reprovados na primeira fase do último concurso do magistério, ocorrido no dia 19 de maio. Em 12 cargos não houve um único candidato aprovado, como nas disciplinas de direito, nutrição e dietética, comércio, secretariado, contabilidade, sociologia e outros. A lista dos pré-aprovados foi divulgada na manhã desta quarta-feira (10) pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e pela Fundação para o Desenvolvimento de Recursos Humanos (FDRH).

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Educação, o índice de aprovação nesta fase do concurso na região de Passo Fundo ficou em 12,5%, ou seja, somente 280 professores alcançaram a média mínima para participar da próxima fase do certame, que compreende a prova de títulos. Para a região, o Estado disponibilizava 284 vagas. No Estado, o percentual de aprovação foi maior: 16,8%. Dos 69.503 candidatos inscritos (8,4% abstenção), um total de 10.747 professores foram aprovados.

Segundo a coordenadora da 7ª CRE, Marlene Silvestrin, a lista dos aprovados ainda não é oficial, já que os candidatos ainda podem ingressar com pedido de revisão das provas e, posteriormente precisam passar pela prova de títulos. Sobre o baixo índice de aprovação na região, ela afirmou que o governo manterá os contratos emergenciais para atender a demanda na região. “Nos cargos onde não houve aprovados, vamos manter os contratos emergenciais. Eles permanecem até que novamente seja realizado um novo concurso”, afirmou.

O prazo para pedido de revisão relacionado às informações divulgadas neste Edital será de 15 a 19 de julho. A previsão  para a publicação do Edital referente à prova de títulos é para esta quinta-feira (11). A previsão da Seduc é convocar uma parte dos professores aprovados para os casos mais emergentes ainda no segundo semestre. Os demais serão convocados no inicio de 2014.

O prazo de validade do concurso público é de dois anos, prorrogável por igual período. As vagas disputadas são para as áreas de Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza, Ciências Humanas, Educação Básica: Etapas e Modalidades, Educação Profissional e suas Tecnologias (Produção Alimentícia, Recursos Naturais, Controle e Processos Industriais, Infraestrutura, Informação e Comunicação, Gestão e Negócios, Saúde, Hospitalidade e Lazer, Produção Cultural e Design, Produção Industrial e Eixo Interdisciplinar). Os salários oferecidos vão de R$ 488,52 a R$ 1.355,64 para jornada de 20 horas semanais.

Cargos sem aprovados na 7ª CRE
Educação Artística (teatro)
Psicologia
Direito
Nutrição e Dietética
Comércio
Secretariado
Contabilidade
Informática
Agropecuária
Agroindústria
Sociologia
Educação Indígena (Ciências da Natureza)

Gostou? Compartilhe