Sensação de cansaço é comum nesta época

Dias abafados e com pouca umidade relativa do ar dificultam o sono e deixam as pessoas se sentido cansadas com mais facilidade

Por
· 2 min de leitura
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Muitas pessoas confessam gostar mais do verão do que do inverno, mas a verdade é que a estação mais quente do ano também tem seus inconvenientes. Apesar de ser uma época propícia para curtir férias, praia, piscina e atividades ao ar livre, o verão pode ser o agravador de alguns problemas, especialmente os respiratórios. A própria exposição mais prolongada ao ar em ambientes abertos agrava sintomas das rinites, por exemplo. É por esse motivo, que é comum que neste período as pessoas se queixem mais constantemente de cansaço, o que também ocorre pela maior dificuldade em conseguir dormir nos dias mais quentes.

Conforme o pneumologista Vinícius Buaes Dal Maso, a variação do clima pode sim agravar alguns sintomas, “especialmente nas pessoas mais suscetíveis, como as que já tem problemas crônicos de pulmão, que são pessoas mais suscetíveis em qualquer variação do clima, seja do frio para o quente como do quente para o frio”, comenta. De acordo com ele, nessas pessoas podem ocorrer crises da doença ou agravamentos desses problemas. Na hora de dormir, a pouca umidade pode contribuir para deixar o nariz mais seco e aumentar a dificuldade de pegar no sono. “Nos dias muito quentes, para quem tem rinite alérgica, por exemplo, que é bastante comum na nossa região, os sintomas ficam mais exacerbados, o que pode dificultar também na hora de dormir. Quem tem asma também tem mais chance de ter sintomas relacionados à mudança do clima”, salienta.

Já a sensação de prostração e cansaço, que não chegam a configurar uma doença, são mais comuns exatamente pelo excesso de calor, que costuma deixar as pessoas mais apáticas, “ mas depende muito de pessoa para pessoa, algumas têm um limite de tolerância maior. Entretanto, o que se pode afirmar é que o clima afeta com certeza”, destaca o pneumologista.

Calor ainda permanece hoje
Quem está querendo que o calor dê uma trégua terá que esperar pelo menos mais um dia. A previsão do tempo para esta quinta-feira (5) e de céu parcialmente nublado a nublado, com pancadas de chuva em áreas isoladas e trovoadas. As temperaturas variam entre a mínima de 17ºC e a máxima de 30ºC. Na sexta-feira (6) já não deve chover, mas o céu fica parcialmente nublado a nublado. As temperaturas diminuem um pouco, sendo que a mínima deve ficar por volta dos 15ºC e a máxima não passa dos 28ºC. Para o final de semana a previsão aponta também temperaturas um pouco mais baixas. No sábado (7), o céu fica parcialmente nublado e não deve chover. A temperatura mínima prevista é de 13ºC e a máxima, de 28ºC. Para o domingo (8) a previsão segue a mesma tendência do sábado.

Gostou? Compartilhe