OPINIÃO

Suspensa eleição suplementar

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Os inegrantes do primeiro escalão do prefeito Paulo Polis (PT), de Erechim, deverão ser anunciados até a próxima quinta-feira (28). Reeleito com mais de 60% dos votos em sete de outubro passado, Polis, e sua vice Ana Oliveira (PMDB) só foram diplomados no dia 18 de fevereiro, durante cerimônia ocorrida no Cartório da 20ª Zona Eleitoral.

I I
Na mesma segunda-feira a dupla foi empossada oficialmente pelo presidente do poder legilativo. Na sequencia, dirigentes dos partidos coligados acompanharam a transmissão de posse no Salão Nobre da Prefeitura instalada na Praça da Bandeira. O ato marcou o encerramento do mandato de 48 dias de Lucas Farina (PT), que retonou para a Câmara de Vereadores.

I I I
A decisão liminar dada pela ministra Luciana Lóssio, do Superior Tribunal Eleitoral, que determinou que Pólis e Ana asumissem os cargos de prefeito e vice-prefeito, abotou a eleição que deveria acontecer no início de março. Condenados em 1º e 2º grau a cassação do registro de candidatura por abuso de poder econômico e uso indevido de meio de comunicação social, resta a situação e a oposição aguardar o julgamento final do processo.

I V
Em nota divulgada pela assessoria de Luís Francisdo Schimidt (DEM), candidato a prefeito de Erechim na eleição suplementar que deveria ocorrer em 3 de março, classificou a decisão da ministra “desrespeitosa ao cidadão erechinense”. A situação foi pautada na terça-feira (19) no plenário da Câmara dos Deputados. Onix Lorenzoni, líder do DEM afirmou que “a ministra recém nomeada veio decidida a beneficiar a companheirada”.

V
Enquanto o prefeito Paulo Polis dá sequencia as ações do governo e monta seu futuro secretariado, os integrantes da União Democrática Popular, que reúne os partidos de oposição, tenta manter a mijlitância mobilizada. E trabalha incessantamente pela imediata análise e votação final do Tribunal Superior Eleitoral. Na sexta-feira (22) a Justiça Eleitoral de Erechim anunciou a suspensão da eleição suplementar.
 
Curtas:
# A Câmara de Vereadores de Getúlio Vargas apreciou na sessão ordinária realizada na noite de quinta-feira (21) quatro projetos do executivo que prevê a doaão de imóveis.

# O empreendimento de Edson Luiz Talaska prevê ainstalação de uma unidade indusrial de artefatos de concreto para construção civil.
# Já o empresário Alex Sandro Carra deve instalar no imóvel recebido do poder executivo uma unidade industrial de produção de gabines para máquinas agrícolas.

# A doação de área para Ederson Suss deve ser incorporada a outra área já cedida pela municipalidade.

# A Kviatkoski Comércio e Decoração de Gesso Ltda – ME, deverá instalar uma unidade para tratamento de gesso.

# Se depender do prefeito Vilson Babicz (PT) e sua equipe de trabalho, o problema de abastecimento de água em Floriano Peixoto será definitivamente resolvido.

# O projeto final será apresentado na próxima semana para a Secretaria de Obras e Saneamento do Estado e está orçado em R$ 400 mil e deve garantir a aquisição de bombas e reservatório.

# O município que tem como patrono o segundo presidente do Brasil é um dos únicos do Alto Uruguai em que o abastecimento de água é municipalizado.

Dito & Feito: A administração 2013 – 2016 capitaneada pelo prefeito Marcelo Dagostini (PP) e o vice-prefeito Adelar Mosi Antunes adotou um novo slogan. Inspirado no bom momento vivido pela economia local e a projeção de polo educacional através dos cursos oferecidos pelo IFRS já está em uso o slogan “SERTÃO CADA VEZ MELHOR”.

 

Gostou? Compartilhe