OPINIÃO

TECLANDO

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Teclando

Luiz Carlos Schneider

esportes@onacional.com.br

Tiros

Tiros na madrugada. Se ainda não é a moda, é uma forte tendência comportamental em Passo Fundo. Sem exageros, isso é apenas uma constatação. Houve uso de armas de fogo no fim de semana em pelo menos duas vezes. Isso apenas no Centro da cidade, onde imperam as noites de tolerância à ilegalidade. Madrugada de sábado, por volta de 3h50, correria pela calçada da Independência e um perseguidor atira por no mínimo três vezes. Milagrosamente as balas não atingiram ninguém. Na madrugada seguinte queimaram mais pólvora, desta vez na Praça Marechal Floriano. Neste caso, uma pessoa ficou ferida. Interessante é observar que quem atirou foi um menor com 15 anos de idade. Alguma surpresa em relação a esses fatos? Nenhuma! Se ninguém coíbe, tornou-se prática consentida menores bebendo e consumindo drogas na área central de Passo Fundo. Agora, além, de bebidas e drogas, os menores também portam armas de fogo. Bebem e atiram. É um território onde vale tudo. Bebedeiras, barulheira, garrafas quebradas, vômito nas calçadas, brigas e tiroteios. E ninguém faz nada. Tragédia anunciada. Tragédia iminente. E quando a grande tragédia acontecer, quem será responsabilizado?

 Bom senso

Foram retirados aqueles arbustos estrategicamente mal localizados, na Praça Antonino Xavier e Oliveira. Na esquina das ruas Tiradentes e Uruguai, tiravam a visibilidade dos motoristas. Prevaleceu o bom senso e aumentou a área visível para quem vem pela Tiradentes. A medida, com certeza, evitará muitos acidentes naquele cruzamento. Estava errado. Era necessário corrigir. Corrigiram. A lógica e o bom senso não podem faltar na administração pública.

Sinaleiras e armadilhas

Enquanto as sinaleiras para pedestres estão vindo a pé, os equipamentos para multar já chegaram. Após a troca de equipamentos, continuamos sem a sinalização nas calçadas. Mas a instalação das máquinas que fotografam e multam segue a todo vapor. As armadilhas seriam mais importantes ou mais interessantes do que as sinaleiras para pedestres?  

Tiradentes

Após até mesmo os deputados trabalharem num domingo, no feriado de Tiradentes os supermercados não abriram em Passo Fundo. A exceção está virando rotina.

Ratos

Na Praça Marechal Floriano, próximo ao chafariz, as ratazanas tomaram conta. Na madrugada os ratos desfilam pelos canteiros. E não são ratinhos de pequeno porte. São ratos maiores do que muitos gatos tratados à ração.

Recatada

A revista Veja ressuscitou a expressão “recatada”. Não faltaram memes nas redes sociais. Por que teriam tirado do fundo do baú o velho american way of life? Esse filme eu já vi...

Trilha sonora

Não posso deixar sem um fundo musical a homenagem recebida na coluna do amigo Jorge Anunciação. Foi no sábado, 23 de abril, Dia de Ogum e Dia de São Jorge. Então, salve Jorge! De Cruz Alta e de Erechim, chegamos a Passo Fundo com a mesma trilha sonora. E esta, certamente, permite um prelúdio com o canto dos sabiás: “Lonely” – “The Lovin Spoonful”.

Use o link ou clique o QR code

http://migre.me/tBja1

 

Gostou? Compartilhe