OPINIÃO

Teclando

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Baderneirinhos

Que a barulheira nas noites de Passo Fundo é insuportável, todos sambemos. Que nas madrugadas o centro é território sem lei, também é notório. Que a bebedeira e as drogas correm soltas, é óbvio. Que menores estão nessa baderna, é visível. Opa. Então temos adolescentes e pré-adolescentes na parada! Ora, se são menores de idade, certamente têm alguém legalmente responsável por eles: pai, mãe, parente etc. E onde estariam esses responsáveis? Provavelmente, dormem na maior tranquilidade. Enquanto isso, seus jovens baderneirinhos não deixam as pessoas dormirem. Sonhos para uns, pesadelos para os outros. Isso é justo? Não. Isso é irresponsabilidade, afronta e despreparo para o convívio social. Então, está na hora de virar o jogo e tirar o sono desses responsáveis sem a mínima responsabilidade. Eles devem ser responsabilizados. E punidos. Até porque, a caminho de uma delegacia, o frescor da manhã poderá despertar-lhes um latente senso de responsabilidade.

-----------------

Caminhando e desviando
Depois de uma desastrosa operação financeira na Wall Street, nos últimos tempos ando a pé. O lado vantajoso é que economizo em gasolina, manobristas e academia. Mas, por outro lado, constato que a vida de pedestre não é nada fácil. As maiores dificuldades são causadas pelas obstruções nos passeios públicos. Os perigosos desníveis são responsáveis por tropeços e tombos. Pelo caminho encontramos entulhos, placas e, acreditem, até luminosos instalados no meio da calçada. Agora, além dos obstáculos fixos, temos que nos esquivar das bicicletas. Desde quando é permitido andar de bicicleta pelas calçadas (sem ciclovia)?


Cordialidade
Passo Fundo é, de fato, o Gigante do Norte. Essa grandeza não é apenas pelo porte ou pelas condições econômicas da cidade. É um somatório de fatores que distingue os grandes dos pequenos. Tem que propiciar qualidade de vida e pensar grande. Gilson Grazziotin deu o exemplo ao unificar as entidades da classe empresarial. Mais tarde, o gesto foi repetido por Eduardo Mattevi no setor da construção civil. Há poucos dias, quando o Gaúcho disputava uma final, os dirigentes do Passo Fundo estavam nas cadeiras da Arena. A grandeza inicia quando a cordialidade sobrepõe-se às picuinhas, pois a magnitude é para os grandes.

Fagulha inquisitória
Fé é um direito. Você pode acreditar no céu e temer o inferno. Você pode conversar com os espíritos ou homenagear aos orixás. Você pode rezar, cantar e dançar de acordo com a liturgia da sua crença. Também tem o direito de não acreditar em nada. Mas você não tem nenhum direito para desrespeitar os sentimentos religiosos dos outros. Isso é resquício inquisitório, desajuste social coletivo que caracteriza o apedrejamento e as fogueiras. A discriminação é o ódio destilado para acobertar as vergonhas da própria sociedade.


--------------------
Trilha sonora

Com cenários e figurinos agressivos, Vincent Damon Furnier ou, simplesmente, Alice Cooper dá ideia de rock macabro com rosto pintado de sangue. Mas sua obra contempla lindas faixas românticas. Em 1977, Alice Cooper gravou a maravilhosa You And Me.

Use o link ou clique o QR code
http://migre.me/uwrsT

Gostou? Compartilhe