OPINIÃO

Teclando

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Grossura e deformações

O alto-falante não é parente do Grilo Falante e muito menos um auto-falante, pois não funciona por conta própria. É um sistema eletromagnético que, pelas vibrações físicas, reproduz frequências sonoras. Inspirado nas conchas do mar, chegou ao formato dos cones e continua evoluindo. É uma maravilha da eletrônica. O problema do alto-falante é aquele que o controla. O adjetivo ‘alto’ desnorteou alguns neurônios, induzindo à ideia de que o som deva ser reproduzido em alto volume. Assim, iniciou o mau uso do alto-falante. Essa inabilidade ao manuseio do equipamento, certamente, carrega deformações mentais ou educacionais. Predominantemente, ambas. Na mental seria um mecanismo de defesa para alguma perturbação da personalidade, compensada ao produzir uma perturbação coletiva. Na outra seria a carência explícita de civilidade dos mal-educados. Essa falta de urbanidade é conhecida popularmente como grossura. Prova disso é que a maioria daqueles que abusam no volume dos alto-falantes só ouvem porcaria. A grande verdade é que pérolas e porcos não combinam. Isso é bíblico.

Baixando o volume
Nas últimas semanas, parece-me que diminuiu o número de ignorantes que circulam detonando os alto-falantes pelas ruas de Passo Fundo. Resultados de ações de fiscalização ou eu já estaria ficando surdo com tanta barulheira? Aposto na primeira opção, pois é duplamente mais saudável à minha audição. Acredito que existem normas suficientes para enquadrar os infratores. Também devem existir punições, que vão das multas às apreensões dos equipamentos. Fiscalizar é um importante elo entre a sociedade e as estruturas públicas. Quando eficaz, a fiscalização também pode angariar aplausos.

Concha acústica

Na área central da Avenida Brasil há uma imensa concha acústica linear. É um vai-e-vem onde os veículos dos serviços de alto-falantes disputam espaço. Ainda pela manhã, passam um atrás do outro. Você ouve o preço de uma loja, as condições de pagamento de outra e o endereço de uma terceira. Mas os alto-falantes também estão nas portas dos estabelecimentos e, assim, pegam o incauto pedestre pelo outro ouvido. É permitido que os alto-falantes nas portas das lojas fiquem direcionados para as calçadas? Se for permitido, a legislação é omissa. Se não for, então a fiscalização é omissa. É omissão ou omissão?

Verão comportado

Dias quentes e noites com temperaturas na faixa de 17 a 20 graus. Este verão em Passo Fundo está agradável e com muita gente na cidade. Independente de crise ou calendário escolar, os hábitos vão mudando. Antigamente o veraneio no litoral poderia durar dois meses. Há alguns anos diminuiu para 30 e depois para 15 dias. Agora baixou para apenas uma semana ou, ainda, dois finais de semana intercalados. Outro fator é que muita gente fica por aqui mesmo, aproveitando as opções oferecidas pelos clubes ou nas barragens. Tomara que o termômetro continue comportado.

Trilha sonora

A música dos irmãos Marcos e Paulo Sérgio Valle que ganhou o mundo. Marcos Valle e The Moscow Symphony Orchestra: Samba de Verão

Use o link
https://goo.gl/i4N9t4

Gostou? Compartilhe