Vereadores apresentam ao governo reivindicações na segurança

Documento foi entregue ao governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior, que palestrou em Passo Fundo na sexta-feira

Por
· 3 min de leitura
Crédito:

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Os vereadores de Passo Fundo se reuniram, na sexta-feira à noite, com o governador em exercício e Secretário Estadual de Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, no evento RS Seguro, no Clube Comercial de Passo Fundo. Durante o encontro, que abordou a regulamentação para parcerias público-privadas em projetos de segurança pública, os parlamentares encaminharam algumas demandas da Câmara Municipal. Elas foram elencadas a partir do trabalho desenvolvido pela Frente Parlamentar da Segurança Pública e apontam algumas necessidades de melhorias nesta área no município.

 

Entre as reivindicações, estão a reestruturação da Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA), a retomada das obras do novo Presídio Regional de Passo Fundo e reforma do atual presídio, além do reaparelhamento dos órgãos de segurança, assim como a recomposição de efetivo. As demandas foram coletadas em reuniões de trabalho junto à Polícia Civil, Instituto Geral de Perícias (IGP), Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), Brigada Militar e Corpo de Bombeiros.

 

O documento assinado pelos 21 vereadores foi entregue pelo presidente da Frente Parlamentar, vereador Marcio Patussi (PDT), ao governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior. Patussi acredita que a presença de Ranolfo foi uma oportunidade para as lideranças de Passo Fundo solicitarem melhorias na segurança pública. "São pautas que a Câmara tem discutido há muito tempo, a Frente Parlamentar tem protagonizado também algumas conquistas em relação a isso e o ambiente e o momento são propícios. Um governo novo que está finalizando o seu primeiro ano com muita boa vontade de acertar nas ações da segurança pública e nós aproveitamos esse momento para reforçar nossas demandas", salientou.

 

Na oportunidade, o presidente da Câmara, vereador Fernando Rigon (PSDB), colocou a Casa à disposição na união de esforços para defender bandeiras antigas da comunidade. "A Câmara de Vereadores está sempre presente, sempre participando, assim como a sociedade também tem feito o seu papel apoiando, defendendo e elogiando a segurança de Passo Fundo pelo trabalho que faz. Esperamos que o governo do estado faça a sua parte para que as bandeiras defendidas por Passo Fundo saiam do papel", afirmou.

 

Em relação ao documento entregue pelos vereadores, Ranolfo disse que "estamos trabalhando forte, junto com o secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli, com o objetivo de construir uma nova casa prisional na região, temos plena consciência de que o atual presídio não apresenta as menores condições, mas, por outro lado, com oito meses de governo nós não temos como mudar esta realidade, assim como a construção do presídio feminino, que é uma proposta antiga da região e nós também queremos dar segmento".


RS SEGURO
Passo Fundo está entre os 18 municípios prioritários para receber ações do programa RS Seguro, do governo do Estado. As 18 cidades compreendem mais de 70% das mortes violentas do Rio Grande do Sul. O presidente do Conselho Comunitário Pró Segurança Pública (Consepro), Carlos Giugno, alegou que a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento da Polícia Civil, idealizada e construída pelo Consepro, hoje está abandonada. O prédio, localizado no bairro Petrópolis, foi desocupado em fevereiro após um laudo técnico indicar problemas na estrutura física do mesmo. A delegacia foi construída há 23 anos e dentro desse período recebeu uma reforma com o custo de cerca de R$ 120 mil.

 

O presidente do Consepro destacou que, por meio do programa RS Seguro, serão direcionadas verbas para a área da segurança, daí a importância da reunião com empresários, políticos e comunidade. Ranolfo Vieira Júnior, abordou a regulamentação da lei de incentivo à segurança. "Nós trouxemos a Passo Fundo e região este programa estruturante, transversal do Governo denominado RS Seguro, que tem base em três premissas: integração, inteligência e investimento qualificado, divididas em quatro eixos: combate a criminalidade, o eixo do sistema prisional, da prevenção e ainda o da qualificação no atendimento ao cidadão. Os nossos dados nos levam a crer que estamos no caminho certo", concluiu.


Prefeito assina convênio a Polícia Civil
A Prefeitura de Passo Fundo colocará a disposição da Polícia Civil estagiários para atuarem na área administrativa em delegacias de polícia do município, podendo assim liberar policiais para atividades como operações, investigações e ações de repressão ao crime.


O protocolo de intenções foi assinado pelo prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, na noite de sexta-feira (13), durante o evento RS Seguro, que teve a presença do Secretário de Segurança Pública e Governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior. “Vamos mais uma vez juntar forças com o Governo do Estado para proporcionar a nossa população mais segurança com a presença dos policiais que faziam o serviço administrativo e passarão a atuar em operações e investigações”, disse Luciano.


Os estagiários desenvolveram suas atividades, no horário e carga horária a ser cumprida de no mínimo 20 horas semanais e, no máximo 30 horas semanais, não podendo ultrapassar 06 horas diárias, sempre compatíveis com horário escolar. A seleção e a coordenação do estagiário será feita pela Polícia Civil, e o custeio financeiro pela Prefeitura de Passo Fundo.

Gostou? Compartilhe