Cesta Básica de Passo Fundo tem alta de 3,12% em agosto

Os produtos que acumularam maiores altas de preços no mês foram o tomate, mamão e óleo comestível

Por
· 1 min de leitura
Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação
Foto: Divulgação
Você prefere ouvir essa matéria?

Centro de Pesquisa e Extensão da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (CEPEAC) divulgou os resultados da pesquisa sobre o custo da cesta básica no mês de agosto em Passo Fundo. Pelo estudo, foi possível verificar que o custo dos produtos que compõem a cesta básica de uma família típica passo-fundense apresentou uma alta 3,12% no mês de agosto de 2020, quando comparado com os preços médios praticados no mês de julho de 2020. 

A pesquisa aponta que, no mês de julho, foram necessários R$ 976,74 para a aquisição da cesta, ao passo que em agosto o custo foi de R$ 1.007,18, o que representa uma alta de R$ 30,44 por cesta. Segundo a equipe, a variação mensal da cesta básica de agosto de 2019 a agosto de 2020, foi de cinco vezes de forma negativa e oito vezes de forma positiva. Os dados mostram que a maior variação foi no mês de março de 2020, variando positivamente em 4,22%.

Dos produtos pesquisados, entre os dez itens que obtiveram maior alta de preços, nove são pertencentes ao grupo da alimentação, e um ao grupo de limpeza doméstica. Entre os dez itens que apresentaram maior queda em seus preços, nove pertencem ao grupo de alimentação e um ao grupo de higiene pessoal. 

Os produtos que acumularam maiores altas de preços no mês foram o tomate, mamão e óleo comestível, com preços majorados em 47,77%, 31,51% e 25,22%, respectivamente. Segundo o levantamento, os produtos de maior queda foram a cebola, mortadela e batata-inglesa, com preços reduzidos em 20,22%, 13,33% e 11,11%, respectivamente. 

Dos 42 produtos que compõem a cesta básica passo-fundense, 24 sofreram aumento de preços e 18 tiveram seus preços reduzidos. Dos 31 produtos que compõem a cesta de alimentação, 17 tiveram aumento de preços e 14 apresentaram redução de preços.


Gostou? Compartilhe