Campanha de denúncias de violência contra a mulher é lançada

O objetivo da campanha é incentivar as denúncias

Por
· 1 min de leitura
 (Foto: Bedneyimages / Freepik) (Foto: Bedneyimages / Freepik)
(Foto: Bedneyimages / Freepik)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Na noite desta terça-feira (8) ocorreu o lançamento oficial da campanha “Máscara é pra proteger, não pra calar! Denuncie a violência contra a mulher”, pelo Comitê Popular por Saúde, Democracia e Direitos de Passo Fundo. Ela teve início por meio remoto, onde as pessoas puderam participar com reflexões sobre a violência contra a mulher e formas de combatê-la.

A ideia da campanha é incentivar as denúncias e divulgar os meios pelos quais as vítimas, e toda a sociedade, possam avisar as autoridades. Ela conta com o apoio do Poder Judiciário Estadual, além do reforço de diversas entidades e setores da sociedade.

Na live que lançou oficialmente a campanha, representantes do Poder Público, universidades e instituições sociais ressaltarem a necessidade de coesão de um sistema que vise coibir a violência contra a mulher. Uma das representantes do Comitê, Silvana Anziliero, salientou que a participação dos representantes legais desta rede de proteção é um reforço para que a sociedade civil possa exercer seu direito de fiscalização e cobrança da atuação desta rede.

Uma das participantes do evento foi a socióloga pernambucana e ativista dos movimentos a favor dos direitos das mulheres, Carmem Silva. “Foi muito importante refletir sobre a necessidade de se ter esta rede de apoio estruturada e atuante para acolher e apoiar esta vítima, para que ela tenha condições de romper com este ciclo doentio e vicioso”, apontou.

Segundo dados da Secretaria de Segurança Pública sobre violência contra a mulher em Passo Fundo, de janeiro a julho deste ano foram registradas 512 ameaças, 261 lesões corporais, além de 13 estupros, um feminicídio consumado e oito tentativas.

Denúncia

DELEGACIA DA MULHER DE PASSO FUNDO 

WhatsApp: (51) 9 8444 0606 

Telefone: (54) 3581 0725 

Plantão: (54) 3317 1111 

Endereço: Rua Nascimento Vargas, 153, 2º andar (ao lado do campo do quartel) 

MINISTÉRIO PÚBLICO - mppassofundo@mprs.mp.br 

SIM - SERVIÇO DE INFORMAÇÃO À MULHER - (54) 9 9610 5291 

CENTRAL DE ATENDIMENTO: 180 

Emergência: 190

Foto: Comunicação - CMPF / Comitê Popular por Saúde, Democracia e Direitos - Passo Fundo


Gostou? Compartilhe