Funcionários dos Correios aguardam audiência para definir os rumos da greve

Adesão da categoria em Passo Fundo é de aproximadamente 70%

Por
· 1 min de leitura
Divulgação/ONDivulgação/ON
Divulgação/ON

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A greve dos trabalhadores dos Correios, que teve início em agosto, ganhará um novo capítulo nesta sexta-feira (11), com uma audiência de conciliação entre as partes envolvidas. A reunião ocorrerá às 15h, em Brasília, e discutirá a manutenção dos benefícios dos empregados, como as 79 cláusulas trabalhistas, das quais o Governo Federal pretende retirar 70 delas.

Participarão da reunião a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos (FENTECT), a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (FINDECT), o Ministério Público e o Tribunal Superior do Trabalho (TST). “Se tiver um acordo de continuidade dos nossos benefícios, a gente retorna aos trabalhos na segunda-feira (14)”, afirma o Diretor da Subsede de Passo Fundo dos Correios, Gelson Zapello.

Adesão em Passo Fundo

A greve dos Correios em Passo Fundo atualmente conta com a adesão de 70% dos funcionários. Cidades da região, como Marau e Soledade, contam com 80 e 90% de adesão à greve, respectivamente, enquanto Getúlio Vargas, Guaporé e Sertão possuem todo o efetivo paralisado. Os empregados dos Correios em Erechim não aderiram a greve e estão trabalhando normalmente.

Conforme Gelson, o efetivo não-completo - seja pela greve ou pelos trabalhadores que são grupo de risco da Covid-19 e realizam trabalho remoto -, vem prejudicando a entrega das correspondências em Passo Fundo. “Temos dois Centros de Distribuição Domiciliária (CDDs) e em torno de 20 funcionários para cada. O normal deveria ser, no mínimo, 45”, aponta. Quanto aos serviços nas agências, localizadas no Bairro Petrópolis e no Centro, a situação está normalizada e os atendimentos não foram prejudicados.

Doações

Na manhã dessa quinta-feira (10), foi realizada uma ação solidária entre os trabalhadores dos Correios de Erechim, Soledade, Getúlio Vargas, Marau, Erebango, CEE PF, CDD PF e CDD Conceição. Eles se reuniram na Agência Petrópolis, em Passo Fundo, e fizeram uma carreata até a ONG Amor para a doação de alimentos.

Gostou? Compartilhe