Agências do INSS retomam atendimentos presenciais com agendamento

Perícias médicas continuam suspensas na unidade da autarquia em Passo Fundo

Por
· 2 min de leitura
Arquivo/ONArquivo/ON
Arquivo/ON

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Suspensos desde março em decorrência da pandemia da Covid-19, os atendimentos presenciais nas unidades do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram retomados na segunda-feira (14). Nesta fase inicial, porém, as perícias médicas continuam suspensas.

Com a reabertura gradual serão priorizados, nesta primeira fase, a avaliação social, cumprimento de exigência, justificação administrativa e reabilitação profissional. Estes procedimentos, segundo o comunicado do INSS, são considerados os mais importantes para que o órgão possa retomar o atendimento presencial neste momento.  

Em todo o país, cerca de 600 agências abriram as portas para atender os segurados do Instituto. O número representa menos da metade das unidades do INSS, mas corresponde às maiores agências, com mais capacidade de atendimento, conforme explicou o gerente executivo do INSS em Passo Fundo, Adriano Faccioli. “As pessoas não tinham o atendimento presencial, mas podiam antecipar os serviços e cumprir a junta de documentos pelo aplicativo”, explicou. Além da agência local, as unidades de Marau, Sarandi e Erechim também foram habilitadas pelo governo federal para retomar os trabalhos. 

Atendimento direcionado

Embora o número de atendimentos diários seja estipulado com base no número de servidores de cada agência, os seis funcionários da autarquia, em Passo Fundo, e os segurados que precisam se deslocar até a agência terão de conviver com uma nova rotina. Isso porque, como mencionou Faccioli, o uso de máscaras será obrigatório para ingressar nas salas de atendimento e os cidadãos serão submetidos à aferição de temperatura com termômetros infravermelhos. 

Com horário de atendimento limitado das 7h da manhã às 13h da tarde, de segunda a sexta-feira, o gerente executivo lembrou que os atendimentos presenciais são exclusivos aos segurados que fizeram o agendamento através do aplicativo Meu INSS ou pelo canal telefônico 135. “Adicionamos equipamentos de proteção e, nos próximos dias, vamos trabalhar para a retomada de algumas perícias médicas, que seguem as regras do Ministério da Saúde e da Anvisa”, destacou. Durante os meses de fechamento dos postos, no entanto, os benefícios previdenciários e seguro-desemprego não foram suspensos, lembrou Faccioli. “Os serviços que não estarão disponíveis de forma presencial, neste primeiro momento, continuam disponíveis pelos canais remotos”, reforçou. 

Além das orientações do uso de máscara, o segurado deve ir à agência apenas próximo do horário marcado para evitar a formação de filas e manter o distanciamento mínimo de um metro das outras pessoas.

BOX

Com o retorno do atendimento presencial, segundo o INSS, somente poderá requerer a antecipação do auxílio-doença, no valor de R$ 1.045, o segurado que residir em município localizado a mais de setenta quilômetros de distância da agência mais próxima, em que haja unidade de atendimento da Perícia Médica Federal com o serviço de agendamento disponível. A antecipação de um salário mínimo mensal será devida pelo período definido em atestado médico, limitado a sessenta dias. Anteriormente, este prazo estava limitado a trinta dias.

Gostou? Compartilhe