Ampliação de atendimento na Apae em Passo Fundo é garantido

Associação poderá contar com ônibus adaptado para transporte dos alunos

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Em Brasília, o prefeito Luciano Azevedo assegurou nessa quinta-feira (1) cerca de R$ 250 mil para a compra de um ônibus adaptado para Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), além de 4,5 toneladas de leite em pó para os assistidos. Luciano também garantiu aproximadamente R$ 2 milhões para Passo Fundo através de recursos de emendas. 

“Mais uma vez viemos a Brasília e saímos daqui com boas notícias para a nossa cidade. Os recursos para a Apae vão trazer mais comodidade na locomoção de todas as pessoas que contam com o serviço prestado por essa entidade, além da doação do leite em pó, que deve suprir a necessidade da Apae até o final de dezembro. Também asseguramos R$ 2 milhões de recursos que serão investidos em Passo Fundo, pensando em nossa comunidade”, afirma o Luciano. 

O encontro para trazer investimentos à Apae foi com o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, e o secretário nacional da Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social, Caio Rocha. 

O secretário nacional Caio Rocha explica que o leite em pó, além da Apae de Passo Fundo, vai beneficiar as outras entidades espalhadas por todo o Estado, ajudando na alimentação de 18 mil crianças e jovens atendidos até o final do ano. “Quando o preço do leite teve queda da importação do Uruguai iniciamos a compra de leite com cooperativas de pequenos agricultores para atender as entidades socioassistenciais, como a Apae, e cestas básicas para famílias em situação de insegurança alimentar. Iniciamos com as doações para as Apaes na região da grande Porto Alegre, mas pela solicitação e argumento do prefeito Luciano o benefício também já está disponível para a Apae de Passo Fundo”, destaca ele. 

Apae
APAE de Passo Fundo é uma Organização da Sociedade Civil (OSC) que trabalha para garantir direitos da pessoa com deficiência intelectual e/ ou múltipla. Aproximadamente 350 alunos e usuários, de todas as faixas etárias, participam de programas e projetos desenvolvidos pela instituição, que lhes oportunizam a participação nas mais variadas atividades voltadas à socialização, à integração e à melhoria da qualidade de vida.

A entidade oferece apoio e fortalecimento às famílias, além da inserção em todos os âmbitos da sociedade, buscando assegurar aos usuários o pleno direito à cidadania. A APAE de Passo Fundo foi fundada no dia 28 de junho de 1967. O movimento de criação foi liderado por Alice Sana Costi, que idealizou a instalação de uma escola de educação especial e centro técnico especializado para tratamento de estimulação e reabilitação das pessoas com deficiência em Passo Fundo. Alice atuou na diretoria da instituição por mais de 20 anos. 

Gostou? Compartilhe