Banco do Brasil volta hoje ao trabalho

Funcionários dos bancos privados e da Caixa Federal retornaram ainda na terça-feira (7). Banrisul segue em greve

Por
· 1 min de leitura
Bancários do Banrisul rejeitaram a propostaBancários do Banrisul rejeitaram a proposta
Bancários do Banrisul rejeitaram a proposta

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Os funcionários de bancos privados (Bradesco, Santander, HSBC, Itaú) aceitaram a proposta apresentada pela Fenaban e voltaram ao trabalho nesta terça-feira (7). A Fenaban ofereceu reajuste de 8,5% nos salários (aumento real de 2,02%) e demais verbas salariais, 9% para os pisos (2,49% acima da inflação) e 12,2% no vale refeição.

A greve na Caixa Econômica Federal também encerrou. Os funcionários decidiram aceitar o reajuste oferecido pela empresa de 9% para todos os níveis salariais de cargo efetivo, manutenção da PLR Social, da cláusula sobre horas extras e de estabilidade provisória de emprego.
Os funcionários do Banco do Brasil realizaram assembleia no início da tarde de ontem (7) e aceitaram a proposta. Os funcionários devem voltar ao trabalho hoje (8), com isso, todas as agências devem voltar a funcionar normalmente a partir desta quarta-feira.
Já os funcionários do Banrisul realizaram assembleia no final da tarde de ontem e rejeitaram a proposta, decidindo pela permanência da greve por tempo indeterminado.

Balanço
A paralisação começou no último dia 30. Ao todo, 10.355 agências e centros administrativos nos 26 estados e no Distrito Federal aderiram ao movimento. Por meio de nota emitida no último domingo (5), o comando informou que, na nona rodada de negociação da Campanha 2014, a Fenaban aumentou o índice de reajuste de 7,35% para 8,5% (aumento real de 2,02%) nos salários e demais verbas salariais; de 8% para 9% (2,49% acima da inflação) nos pisos; e de 12,2% no vale-refeição e recomendou aos bancários o fim da greve.

Principais reivindicações dos bancários:
- Reajuste salarial de 12,5%
- PLR: três salários mais parcela adicional de R$ 6.247
- 14º salário
- Vales alimentação, refeição, cesta-alimentação, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 724,00 ao mês para cada (salário mínimo nacional)
- Gratificação de caixa: R$ 1.042,74
- Gratificação de função: 70% do salário do cargo efetivo.
- Vale-cultura: R$ 112,50 para todos

 

Gostou? Compartilhe