?? época de morango

Manejo adequado e clima favorável evitam necessidade de uso de agrotóxicos e melhoram a qualidade dos frutos

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O morango é uma fruta muito apreciada tanto para ser consumida in natura como em doces e geleias. No entanto, a fragilidade dos frutos, dedicação e os investimentos exigidos no manejo fazem com que poucos produtores se dediquem ao seu cultivo no município. Quem investe na cultura garante que a procura pelo produto é grande e se amplia quando apresenta características diferenciadas. O não uso de agrotóxico e a colheita do fruto 100% maduro garantem que ele chegue aos consumidores mais saudáveis e com mais sabor e aroma.

Em Passo Fundo, numa área de aproximadamente 2 mil metros quadrados, o agricultor Mércio Michel cultiva quase 10 mil pés da fruta. Há 16 anos ele se dedica ao cultivo e garante que nos últimos oito não precisou usar agrotóxicos para combater pragas ou doenças. O manejo adequado com o controle de umidade e temperatura permitem que as plantas fiquem saudáveis e possam produzir mais de 1,6 quilo de fruta durante a safra que se estende desde o final do mês de agosto até dezembro. O número foi contabilizado no último ano, mas deve ser superior nesta safra devido às condições climáticas.

Michel esclarece que se for necessário usar algum defensivo para proteger as plantas de ácaros ou de fungos o controle é feito. No entanto ele sempre avisa os clientes sobre o uso. A carência de cada defensivo é respeitada, com uma margem a mais de segurança. “Nos últimos oito anos não foi necessário usar nada e mesmo quando se usava os defensivos eram aplicados apenas nas áreas atingidas da plantação”, enfatiza.

Mais sabor
Para garantir que o produto chegue ao consumidor final maduro e com mais sabor, as frutas são colhidas um dia antes de serem levadas para a feira e apenas os 100% maduros. Ele explica que quando o fruto é colhido e não está completamente maduro ele não desenvolve essas características. Nas caixinhas ele apenas adquire a cor vermelha. As frutas colhidas maduras podem durar até 12 dias com refrigeração de acordo com os relatos de clientes do produtor. Para que isso aconteça, o cuidado em não bater os morangos, nem apertá-los desde a colheita até o transporte é fundamental.

Cultivo
Os tuneis cobertos de lona, a irrigação e o plástico que evita o contato dos frutos com o solo são fundamentais para o cultivo da fruta. Desta forma evita-se o frio excessivo e controla-se a umidade. “Se cultivar no tempo se colhe muito menos, porque o sol demais estraga, a chuva e a geada também. Nesse ano mesmo com a geada de setembro não tivemos problema com a qualidade dos frutos”, observa o produtor. Para manter a qualidade da terra a adubação e a correção do solo são fundamentais. Além disso, a rotação de área cultivada é feita a cada quatro anos. Quando se deixa de plantar em uma área, o feijão ou o capim italiano são implantados para recuperar a quantidade de matéria orgânica no solo.

UPF
As mudas cultivadas na propriedade são adquiridas do Laboratório de Biotecnologia Vegetal da Universidade de Passo Fundo (UPF). De acordo com a assistente de laboratório Marilei Suzin as mudas oferecidas são livres de doenças e produzidas por meio de micropropagação in vitro. Pelo método, uma pequena parte da planta que não é atacada por vírus é retirada e multiplicada no laboratório até chegar ao tamanho adequado para ir para as bandejas e posteriormente aos produtores. Além da qualidade sanitária, o método permite que as características de cada cultivar sejam mantidas. As mudas entregues aos produtores são matrizes que dão origem às plantas para produção. Em média, uma matriz pode produzir entre 200 e 300 mudas. No entanto, com os cuidados adequados é possível produzir até mil mudas por matriz. As plantas livres de vírus produzem mais e com melhor qualidade.

Gostou? Compartilhe