OPINIÃO

Fatos - 11/06/2015

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Tumulto
O tumulto registrado ontem durante reunião da Comissão Especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Redução da Maioridade Penal é uma prévia do que vai ser a tramitação da proposta e a possível votação em plenário. Sim, o presidente da Câmara Eduardo Cunha, anunciou que vai colocar em votação a PEC até o final deste mês. E ele já demonstrou que quando quer, faz. Conforme as agências de notícia, o tumulto chegou a um grau de acirramento tal que o presidente da comissão, André Moura (PSC-SE), foi obrigado a requerer a intervenção da segurança da Casa para retirar os manifestantes da sala. Diante de insultos verbais entre deputados contrários e favoráveis à proposta e da resistência dos jovens em deixar o plenário da comissão, os policiais legislativos usaram spray de pimenta contra os manifestantes. A ação dos policiais obrigou o presidente da comissão a transferir a reunião para outra sala, onde o relator Laerte Bessa (PR-DF) pôde ler seu voto. Os deputados pediram vista coletiva, e a matéria deve ser votada no dia 17.

Vazamentos
Vários vazamentos de água têm sido registrados pela cidade. Alguns, reincidentes. O que está acontecendo?

Tribunal
O papa Francisco aprovou ontem a criação de um tribunal para julgar bispos por abuso de poder. O novo órgão vai tratar especificamente de casos em que o bispo acobertar padres acusados de abusar de menores de idade ou de maiores vulneráveis. A decisão do papa foi formalizada no final do décima reunião do Conselho de Cardeais chamado de C9. A seção judiciária será instalada na Congregação para a Doutrina da Fé, mas as denúncias serão feitas às Congregações para os Bispos, para a Evangelização dos Povos e para as Igrejas Orientais.

Preocupação relevante
O diretor presidente da Codepas, Tadeu Karczeski, servidor aposentado do INSS, conhece muito bem a organização sindical e a repercussão de um movimento grevista. Ele foi um dos grandes líderes dos servidores previdenciários entre as décadas de 1980 e 1990 e comandou, aqui mesmo em Passo Fundo, várias paralisações e greves. Portanto, conhece mais do que ninguém como uma categoria deve se portar quando o assunto é greve. E ontem, os funcionários da Codepas descumpriram questões legais e fundamentais: não informaram com antecedência e não mantiveram 30% da frota em funcionamento. Com a coleta do lixo aconteceu o mesmo. Pior e que ficou por isso mesmo e quem pagou o pato foi a população.

Luta
O deputado Juliano Roso (PCdoB) protocolou, na Comissão de Educação da Assembleia, um requerimento para realização de uma audiência pública para tratar da Jornada Nacional de Literatura. “Não podemos perder este patrimônio do povo gaúcho. Sozinha, a Assembleia não pode resolver o problema, mas pode colaborar para a construção de uma saída coletiva”, apontou. Para 2017, com certeza!

 

 

Gostou? Compartilhe