OPINIÃO

Fatos 20.12.2018

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Rebuliço
Se alguém pensou que o ano estava terminando mais tranqüilo, ledo engano. A quarta-feira teve altos e baixos e foi de grandes emoções. A decisão do Ministro Marco Aurélio de Mello determinando soltura de presos condenados em segunda instância causou um rebuliço no meio jurídico e aventou a possibilidade de liberdade para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Durou pouco. À noite, atendendo a um recurso da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, o presidente do STF derrubou a liminar e empurrou para 10 de abril a decisão definitiva para o caso. Será a quarta vez que a corte se reúne para decidir sobre prisão em segunda instância. O último resultado expôs a divisão do Supremo: 5 x 6. Divisão que se estende para as interpretações de juristas e delegados de polícia. Ficou claro que, se fosse mantida, alguns juízes não cumpririam a liminar.


Licença
O vereador Saul Spinelli deve se licenciar do PSB nos próximos dias. Votou contra o projeto do Executivo que criou três novos cargos e lamentou falta de diálogo. Vai atuar como vereador independente até decidir o futuro.

 

Doação
Beto Albuquerque reforça trabalho em prol de doadores de medula. Conversou esta semana com os alunos formandos, na escola de formação da BM em Esteio, sobre o cadastro e doação. “Encontramos disposição e solidariedade nestes jovens que irão para as ruas em julho proteger os gaúchos. São mais de 2 mil em formação no RS. Em março voltarei com o Hemocentro para cadastrá-los no registro nacional de doadores de medula, REDOME”.

Extraordinária
Como de praxe, a Câmara de Vereadores deixa para a última hora a votação de projetos. Não venceu a pauta de ontem e vai realizar extraordinária hoje. É um sem sentido que não muda.

Gostou? Compartilhe