O Quintino além do pôr do sol

Estação Gastronômica é o novo brilho do Cidade Nova

Por
· 3 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Você passa, olha, acha bonito, mas não tem ideia da dimensão criativa do espaço que combina perfeitamente com o Bairro Cidade Nova. Além da localização privilegiada, o Quintino também traz um conjunto de novas concepções em gastronomia. Um conceito sem complicações, onde o aconchego está na individualidade. Foi concebido com foco no autoatendimento, delineado pelos moldes europeus, temperado pelo bom gosto e adaptado ao paladar passo-fundense. Bar, loja ou restaurante? Tudo isso e muito mais. Têm cervejas vivas, chope self-service, vinhos, espumantes, carne na grelha, panificadora, crêpas uruguais, especiarias e até souvenir para presentes. A definição é de uma Estação Gastronômica. Mas podemos resumir e dizer apenas que é um privilégio. Então, vamos dar uma parada nessa estação?

 

Os idealizadores
O Quintino é comandado por Álvaro Miranda Neto, um engenheiro civil que agora calcula o volume do chope, e Nicole Flôres de Miranda, uma odontóloga de olho no sorriso dos clientes. Com o casal está Tiago Busato de Oliveira, um publicitário que cuida das peças de carne. “O nome remete às quintas de Portugal (habitações rurais), um contato com a natureza e um refúgio da loucura urbana”, explica Álvaro.

 

Lojas em sinergia
É o primeiro open mall de Passo Fundo, uma proposta de shopping aberto em espaços agradáveis e de olho na sustentabilidade. É uma sinergia de lojas com foco na gastronomia dentro de um mesmo complexo. O foco é o autosserviço. Isso sem perder o encanto de um mercado público no melhor estilo europeu, que Álvaro e Nicole conheceram de perto em Barcelona, Londres e Berlim. O Quintino é a locomotiva de uma composição que logo receberá novos vagões, pois há muito espaço para trilhar.

 

Chope na medida certa
Você carrega um valor no cartão Hola! Bar e vai para a bateria com seis torneiras de chope. Através do sistema My Tapp, o mais moderno em autoatendimento, consome a quantia que desejar e pode degustar as várias opções. São marcas artesanais em vários estilos de cervejarias como Seasons ou EverBrew, além do tradicional Brahma. Tudo na temperatura certa e a tecnologia garante um invejável colarinho cremoso.

 

Cervejas vivas
Cervejas? Se as artesanais estão na moda, esse é mais um diferencial do Quintino. No mínimo são 100 rótulos de artesanais não pasteurizadas, as empolgantes cervejas vivas. As garrafas vêm de cervejarias gaúchas ou do centro do país. Mais ou menos lúpulo? Trigo ou cevada? Densidade? Ora, basta escolher. Ou melhor, provar as mais emocionantes formulações. Ein prosit!

 

Vinhos e espumantes
Numa composição gastronômica não poderiam faltar os vinhos. Cada qual na sua temperatura e vindos de conceituadas vinícolas europeias e sul-americanas. A turma do happy hour ataca de espumantes. Ou um gim-tônica? Mas, no envolvente clima de sunset, o Aperol Spritz permite uma linda combinação com o espectro.

 

Butcher 2.3.1
Quem nos leva ao mundo das carnes é a Butcher 2.3.1. A variedade é de dar água na boca. Vêm de conceituadas cabanhas gaúchas, uruguaias, argentinas, australianas e até japonesas! Nas embalagens estão cortes diferenciados: assado de tiras, porter house, prime rib, entrecot, tomahawk, skirt steak, short rib ou cortes de cordeiro patagônico. Você pode escolher uma embalagem e levar para casa. Eu não dispensaria a parrilla argentina, com um guarda fogo lateral, comandada pelo Nico, da Churrasco de Patrão. Entregue o corte e explique como deseja. Depois pegue um guardanapo para, discretamente, lamber os beiços.

 

Pantik
A Pantik é outro atrativo desta estação, uma autêntica boutique de pães artesanais e sanduíches gourmets. É uma marca conceituada pelo constante controle nos ingredientes e seus de fornecedores, permitindo uma qualidade superior. A Pantik também disponibiliza opções vegetarianas e veganas.

 

Hola! Crêpas
Sim, tem as famosas crêpas uruguayas. ¡Y muy ricas! Priorizando produtos orgânicos, oferece opções salgadas e doces. A produção é artesanal e o aroma nos remete a Punta del Este. Vegetarianos também tem vez no cardápio.

 

E o pôr do sol?
O sol nasce para todos, mas ele se despede aos pés do Quintino. O pôr do sol dá um tom especial nas mesas externas e reflete no ambiente interno. Momento poético, uma dose romântica da natureza, num céu onde a rota dos pássaros nos transmite um sentimento de liberdade. É uma pintura em movimento, na magia que separa o final de um dia do início de uma noite. Um brinde à natureza!

 

Espaço e segurança
Com ambientes interno e externos, o convívio com a natureza está em um giro de 360 graus. Olhe para o La Barra, a Embrapa, a UPF, matas, campo e uma boa parte da cidade no horizonte. No Quintino não falta espaço para estacionar e existe um pessoal responsável pelo serviço de segurança.

Gostou? Compartilhe