Passo Fundo têm cinco empresas entre as 500 Maiores do Sul

BSBIOS, Grazziotin, Congregação Nossa Senhora, HSVP e Kuhn emplacaram bons resultados no ano de 2012 de acordo com pesquisa de AMANH?? e PwC

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Passo Fundo têm cinco empresas entre as 500 maiores dos três estados do Sul: BSBIOS (ocupando a 81º posição), Grazziotin (151º), Congregação de Nossa Senhora (241º), Associação Hospital São Vicente de Paulo (280º) e Kuhn do Brasil S/A (371º). Três delas também figuram entre as 100 maiores do Rio Grande do Sul: a BSBIOS (30ª), Grazziotin (61º) e Congregação de Nossa Senhora (98º). A pesquisa mostrou, que apesar da conjuntura econômica desfavorável no ano de 2012, provocada por uma das mais violentas estiagens dos últimos anos e que arruinou a safra de grãos, as empresas conseguiram emplacar bons resultados. A 3ª edição do ranking 500 Maiores do Sul, editada pela Revista Amanhã e PwC foi divulgada nesta quarta-feira (11) em Porto Alegre. 

A produtora de biodisel de Passo Fundo subiu mais 21 posições no ranking das 500 Maiores do Sul, passando de 102º para 81º. No ranking do Rio Grande do Sul, assumiu a 30ª posição, 13 acima em relação ao ano anterior. Em 2012 obteve um aumento de 43,51% no seu VPG, atingindo R$ 653,96 milhões e a sua receita bruta também aumentou 41,55%, totalizando mais de R$ 1,3 bilhão.

O Grupo Grazziotin ficou classificado entre as cinco empresas mais rentáveis da região Sul, dentro do setor de Comércio, Atacado e Varejo. No ranking entre os três estados do Sul, sua posição melhorou de 156º para 151º e entre as 100 maiores do RS, passou de 61º para 57º. A Companhia de Passo Fundo registrou 11,8% de rentabilidade sobre a receita, atingindo lucro líquido de R$ 37,6 milhões. No ano passado obteve um aumento de 9% no VPG, totalizando R$ 337,5milhões.

A Congregação Nossa Senhora - mantenedora da Rede de Educação Notre Dame, Rede de Hospitais e Assistência Social - foi destaque ainda por apresentar o menor nível de endividamento entre todas as empresas gaúchas participantes da pesquisa. Ela ainda é a terceira empresa mais rentável dos três Estados do Sul, dentro do setor de Educação. A companhia de Passo Fundo registrou 7,7% de rentabilidade sobre receita, atingindo lucro líquido de R$ 5,52 milhões. No ranking das 500 maiores, a Congregação se manteve em 241º, mas no Estado foi incluído na lista das 100 maiores, ficando na 98ª posição.

O Hospital São Vicente de Paulo é a quinta empresa mais rentável dos três Estados do Sul, dentro do setor de Saúde. A companhia de Passo Fundo registrou 2,98% de rentabilidade sobre receita, atingindo lucro líquido de R$ 5,99 milhões.

A empresa de Máquinas e Equipamentos Kuhn do Brasil subiu 47 posições em relação a edição anterior do ranking, passando do 372º lugar para 419º. Também obteve um aumento de 24,6% no VPG, atingindo R$ 88,90 milhões.

A matéria completa você confere nas edições impressa e digital de O Nacional.  Assine Já

Gostou? Compartilhe