Prefeito mostra porque Passo Fundo é uma das 100 melhores cidades do país

Em reunião-almoço da CDL, prefeito falou sobre índices dos diversos setores

Por
· 2 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Por que Passo Fundo é especial? Tendo essa pergunta como foco, o prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, palestrou nessa quinta-feira (21) em reunião-almoço da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), no Clube Comercial, prestigiado por mais de 350 empresários e lideranças locais e da região.

O prefeito destacou os índices positivos do município em comparação com outras cidades de mesmo porte e mostrou porque que Passo Fundo é um lugar bom para a vida toda: parar nascer, crescer, trabalhar e envelhecer.

“Mostramos porque Passo Fundo é especial, seja por acolher quem tem raízes aqui ou está de passagem. Essa diversidade alimenta o potencial de uma cidade que mostra o tempo todo superação e índices positivos, principalmente, quando comparada com outras do mesmo porte. Tudo isso faz daqui uma cidade para a vida toda! Mesmo em um momento de crise expressiva do Brasil, temos avanço em todas as áreas”, destaca Luciano.

Passo Fundo é considerada a 5ª melhor cidade do Brasil entre os municípios de porte médio (revista Istoé), tem a melhor saúde do Brasil entre as cidades de porte médio (revista Istoé) e é a 42ª melhor cidade do Brasil para se investir (revista Exame).

“A CDL representa mais de 1.500 empresas que contribuem para geração de emprego e renda no município. Além de ser uma honra e um desafio, é um orgulho representar e desenvolver a classe empresarial de uma cidade como Passo Fundo. Nossa história está atrelada à história do município, pois acompanhamos o desenvolvimento da cidade e crescemos com ela. Agradecemos à Prefeitura pela confiança na entidade e pela busca constante de soluções para as demandas da classe empresarial”, afirmou a presidente da entidade, Carina Sobiesiak.

Saúde
Com um polo reconhecido que atende milhares de pessoas no setor de saúde, Passo Fundo conta com 8 hospitais, 25 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e 5 Centros de Atenção Integral à Saúde (Cais). Uma marca expressiva foi a diminuição da mortalidade, que marca 8,9, inferior às demais cidades de mesmo porte.

Educação
Com 14 instituições de ensino superior, 10 escolas particulares de ensino fundamental e 103 escolas públicas, Passo Fundo tem a menor taxa de analfabetismo, de 3,34, quando comparada ao índice nacional, que é de 9,37%, além de cidades como Pelotas, com 4,23%, e Chapecó, com 4,51%.

Economia
De 2013 a 2016 o Produto Interno Bruto (PIB) de Passo Fundo cresceu de R$ 3,9 bilhões para R$ 9,4 bilhões. Já o PIB per capita é de R$ 36.928,90, maior índice do que o registrado em Pelotas (R$ 17.353,00), Santa Maria (R$ 20.847,00) e Chapecó (R$ 33.411,40). Ocupando a 6ª maior economia do RS (IBGE), o cenário de Passo Fundo também faz empresas da cidade figurarem entre as 1000 maiores empresas do Brasil (Revista Valor Econômico). Milhões já foram investidos por empresas na cidade, gerando emprego e renda. Em novembro de 2018, Passo Fundo ficou com um saldo de 1.129 novos empregos, enquanto Pelotas registrou 606, Santa Maria ficou com 557 e Lajes com 273, por exemplo.

Espaços públicos
O maior programa de revitalização de espaços públicos que Passo Fundo jé teve foi realizado durante a gestão do prefeito Luciano. Entre as cidades que se assemelham, o investimento na área e a busca por espaços verdes agregados ao urbano é expressiva.

Longevidade
Envelhecer é um tema que recebe cada vez mais atenção. Segundo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon em parceria com FGV, que avaliou o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade (IDL), Passo Fundo é um bom lugar para viver a velhice, ficando na frente de Caxias do Sul (RS), Pelotas (RS), Santa Maria (RS), Londrina (PR) e São José dos Campos (SP).

Gostou? Compartilhe