Prefeito propõe extinção da Passotur

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O prefeito de Passo Fundo, Luciano Azevedo, anunciou nesta quarta-feira (05) mais uma etapa da reestruturação administrativa do governo municipal. Ele informou que será encaminhado à Câmara Municipal, nos próximos dias, projeto de lei que prevê a extinção da Fundação Passo Fundo de Turismo (Passotur).

Caso a proposta seja aprovada pelos vereadores, a área de Turismo será absorvida pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE). Não haverá perdas nas políticas públicas para a área, na medida em que todas as ações passarão a ser desenvolvidas pela SDE. Já a parte voltada ao Tradicionalismo (como o Rodeio Internacional de Passo Fundo, por exemplo) ficará sob responsabilidade da Secretaria de Cultura. O departamento que administra o Parque da Gare será remanejado para a Secretaria de Serviços Gerais, que é responsável pelo cuidado com os espaços públicos da cidade.

Essa é mais uma medida para enxugar a máquina pública, reduzindo custos e estrutura. Os serviços terceirizados da Passotur serão dispensados. As alterações, porém, dependem ainda de aprovação pela Câmara Municipal. 

O projeto prevê ainda a criação das Coordenadorias de Gestão, que será ligada ao Gabinete do Prefeito, e de Captação de Recursos, que ficará dentro da estrutura da Secretaria de Planejamento. As alterações não envolvem a criação de novos cargos. O atual presidente da Passotur, Diórges Oliveira, assumirá o comando da área de Captação de Recursos. Já o atual secretário de Cultura, Pedro Almeida, ficará à frente da Gestão. Ambas coordenadorias terão status de Secretaria. O novo secretário de Cultura deve ser anunciado nos próximos dias. 

Gostou? Compartilhe