Prefeitura poderá contar com Observatório da Violência Contra a Mulher

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Implantar e aparelhar um Observatório, para a formação de um Sistema Integrado de Informações sobre a Violência e a Criminalidade Contra a Mulher em Passo Fundo, é o objetivo de um projeto protocolado nesta semana pela Prefeitura,  junto à Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres, órgão vinculado diretamente à Presidência da República. Elaborado pela Coordenadoria de Projetos Especiais e Captação de Recursos, em conjunto com a Secretaria Municipal de Segurança Pública, o projeto tem um valor total de R$ 156 mil, e estará voltado para o levantamento, organização, produção e análise de dados relativos à natureza, incidência e distribuição espacial das violências e dos crimes contra a mulher, na cidade.

Também será esperada a realização de avaliações periódicas das políticas de segurança desenvolvidas no município, qualificando o sistema de participação popular, além de ser um guia para o trabalho realizado em todos os seguimentos que atuam em favor dos direitos da mulher. O projeto ainda buscará a redução nos índices de criminalidade contra a mulher, fornecendo dados importantes para subsidiar medidas em prol da segurança pública no município.

O Observatório deverá contar com profissionais com experiência comprovada na área. “Com o projeto aprovado, serão contratados três profissionais: da área jurídica, serviço social e psicologia”, explica o coordenador de Projetos Especiais e Captação de Recursos, Edison Nunes.
A duração prevista para a execução do projeto do Observatório é de 24 meses e a intenção é de que todo o processo tenha início em janeiro de 2014.

Gostou? Compartilhe