Quais são os insetos que ajudam e prejudicam as lavouras

Pesquisador da Embrapa Trigo explica como identificar pragas e como tomar a decisão sobre a forma de controle a ser utilizadas

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O planejamento do manejo de pragas pode maximizar os resultados no campo. No entanto, quando se faz um uso indiscriminado de inseticidas o tiro pode sair pela culatra. Insetos importantes para o controle de pragas podem ser eliminados quando se usa produtos não seletivos. Por outro lado, o manejo integrado de pragas permite ao produtor agredir menos o meio ambiente e eliminar apenas aqueles insetos que realmente causam danos à soja. Para isso é fundamental saber identificar quais insetos são pragas e quais são inimigos naturais e, portanto, benéficos para a lavoura. Nesta matéria, pesquisador da Embrapa Trigo dá dicas sobre como identificar e controlas pragas. Na matéria do final de semana você confere um miniguia de insetos que aparecem na cultura.

O pesquisador da área de manejo integrado de pragas da Embrapa Trigo Alberto Luiz Marsaro Junior explica que para se fazer um controle efetivo, o produtor deve se basear em monitoramentos e identificação das populações de insetos presentes no campo. A tomada de decisão de aplicação de inseticidas baseada apenas em calendários além de prejudicial para espécies benéficas pode não ser eficiente. O produtor cita duas formas de fazer esse monitoramento. O primeiro deles, quando a soja ainda está crescendo é visual. O produtor deve percorrer o campo em busca de sinais de danos como plantas mortas ou com folhas comidas pelos insetos e, a partir disso, identificar o que está causando o dano para então decidir se há necessidade de aplicar defensivos e qual o tipo.

Pano de batida
Quando as plantas estão maiores, uma das opções é utilizar o pano de batida. A técnica consiste em utilizar um pano, de preferência branco, que é colocado em meio às plantas. Em seguida o agricultor ou o técnico faz a batida das plantas para que os insetos presentes caiam sobre esse pano. Além de mostrar quais insetos estão presentes na área, é possível se ter outros indicadores a partir dessa técnica. “Se o agricultor estiver usando muitos produtos não seletivos, que são aqueles que matam pragas e os inimigos naturais, e se observar poucos inimigos naturais é porque o manejo não está adequado”, alerta.

Marsaro Junior explica que cerca de 70% dos predadores identificados com a técnica de pano de batida são aranhas que combatem as pragas naturalmente, conforme levantamentos realizados pela Embrapa. “Muitas vezes as pessoas nos dizem que não veem a presença de inimigos naturais. As explicações possíveis são duas: ou ele não está sabendo reconhecer e pra isso seria interessante um treinamento ou, o manejo inadequado, com uso de produtos não seletivos, esteja tendo efeito sobre os inimigos naturais”, pontua.

Gostou? Compartilhe