UPF recebe mais de R$ 100 mil do Rotary para investimentos no Laboratório de Diagnósticos da Covid-19

Futuramente, estes equipamentos também poderão ser utilizados para o diagnóstico de outras doenças

Por
· 1 min de leitura
Foto: Divulgação/UPFFoto: Divulgação/UPF
Foto: Divulgação/UPF

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

O Laboratório de Diagnósticos da Covid-19 da Universidade de Passo Fundo (UPF) foi contemplado com os recursos da Fundação Rotária, por meio do projeto Subsídio Global do Rotary “Salvando Vidas - Identificando a Covid”. O auxílio, no valor de R$ 167.430,44, será destinado para equipar e capacitar o laboratório visando atender à necessidade da comunidade no desenvolvimento de pesquisa e prevenção ao coronavírus e outras doenças. A iniciativa contou com a intermediação do Distrito 4700 do Rotary Internacional e do Rotary Club Planalto Médio.

A governadora do Distrito 4700 de Rotary Internacional (2021/2022), Evanisa F. Reginato Quevedo Melo, que também é professora da UPF, e teve papel importante na busca e conquista destes recursos, destaca que o Rotary e a Universidade estão engajados em várias frentes de trabalho visando atender às inúmeras demandas regionais e buscar soluções para os problemas que nos atingem de forma tão incisiva “Estes projetos são chamados de Subsídios Globais, pois exigem a participação de um clube de outro país como integrante do projeto, portanto, conseguimos realizar o contato e firmar como parceiro internacional o Rotary E-Club Latinoamérica do México”, frisa.

Equipamentos próprios

Desde maio deste ano, o laboratório da UPF realiza testes para diagnóstico do SARS-CoV-2/Covid19, para 14 municípios da região Norte do RS. Em um primeiro momento, o laboratório foi estruturado com equipamentos de outros espaços de pesquisa da Universidade. “Em virtude da pandemia, esses equipamentos foram redirecionados para atender a demanda de diagnóstico da Covid-19. Com os recursos do Rotary será possível comprar equipamentos próprios para o laboratório e os existentes poderão retornar aos seus espaços de origem”, comenta o professor coordenador do Programa de Pós-Graduação em Bioexperimentação da UPF, Dr. Luiz Carlos Kreutz, responsável por essa frente de trabalho da Universidade

Futuramente, estes equipamentos também poderão ser utilizados para o diagnóstico de outras doenças. “Os novos equipamentos serão utilizados para o diagnóstico da Covid-19 e, posteriormente, a ideia é estender estes diagnósticos para outras doenças do trato respiratório”, revela Kreutz.

Os recursos já estão disponíveis para a Universidade que, neste momento, realiza a cotação dos equipamentos no mercado e, nas próximas semanas, deverá efetivar a compra.

 

Gostou? Compartilhe