Vídeo mostra deputado Mateus Wesp e vereador Roberto Toson em confraternização, contrariando o distanciamento social

Assessoria do deputado divulgou nota com pedido de desculpas

Por
· 1 min de leitura

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Um vídeo com imagens do  deputado estadual Mateus Wesp (PSDB), e do vereador Roberto Gabriel Toson (PSD),  durante uma confraternização com amigos em Passo Fundo, esta semana, contrariando as recomendações do distanciamento social previsto para evitar o contágio da Covid-19, cirulou pelas redes sociais.  Eles aparecem nas imagens  tomando cerveja, juntamente com um grupo de pessoas, nenhuma delas fazendo o uso de máscaras.  Em nota divulgada nesta sexta-feira (19), por sua assessoria de imprensa, Wesp afirmou que esteve no local por um tempo para “não ser descortês com o grupo de amigos que se conhece há mais de 15 anos”. Ele reconheceu que não agiu adequadamente e pediu desculpas. A reportagem não conseguiu contato com o vereador Roberto Toson.

Confira na íntegra a nota divulgada pela assessoria do deputado Mateus Wesp:

"Com relação aos vídeos divulgados, em que aparece ao lado de um pequeno grupo de amigos em um jantar, o deputado Mateus Wesp esclarece que:

- Para não ser descortês com o grupo de amigos que se conhece há mais de 15 anos, esteve no local por algum tempo, período no qual foram registradas as imagens divulgadas. Apesar de serem amigos de longa data, o deputado reconhece que não agiu adequadamente ao participar do evento e não fazer o uso contínuo de sua máscara, e pede desculpas a quem eventualmente se sentiu contrariado por estar, como de fato deve ser feito por todos, respeitando com disciplina as regras de distanciamento social.

- O parlamentar reforça seu compromisso com um mandato transparente, no qual eventuais erros ou equívocos - passíveis de serem cometidos por qualquer ser humano - são reconhecidos e aprendidos com humildade, e que não anulam sua trajetória de trabalho prestado para Passo Fundo e toda a sociedade gaúcha.

“Reconheço, com humildade, que errei ao participar da confraternização. Sei que, assim como eu, muitas pessoas também estão com saudades de amigos e familiares queridos, mas isso não justifica o descumprimento das regras de isolamento. É um momento difícil para todos, e admito que minha atitude não foi correta. Por isso, peço sinceras desculpas por esse fato isolado e reafirmo que continuarei seguindo todos os protocolos de higiene e distanciamento como fiz até agora. Vivemos dias difíceis, e mais do que nunca, se colocar no lugar do outro e ter empatia é fundamental.”

Gostou? Compartilhe