Capela do HSVP é reaberta no Dia de São Vicente de Paulo

Atividade atendeu às normas sanitárias de controle da Covid-19

Por
· 2 min de leitura
Celebração marcou a reabertura da Capela do HSVP (Fotos: Ascom HSVP/Scheila Zang)Celebração marcou a reabertura da Capela do HSVP (Fotos: Ascom HSVP/Scheila Zang)
Celebração marcou a reabertura da Capela do HSVP (Fotos: Ascom HSVP/Scheila Zang)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

Em 19 de março deste ano, a Capela do Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), de Passo Fundo, teve de ser fechada em virtude da pandemia da Covid-19. Em um local destinado ao cuidado da vida, a necessidade de amparo espiritual tornou-se cada vez mais evidente, de forma que, seis meses depois de seu fechamento, a Capela abre suas portas novamente aos fiéis.

A celebração, que atendeu às normas sanitárias para controle da Covid-19, aconteceu no domingo, 27 de setembro, dia de São Vicente de Paulo (SVP), padroeiro do HSVP, e Dia Nacional dos Vicentinos, ambas datas muito importantes para a instituição. Participaram da missa vicentinos membros da Diretoria Estatutária do hospital e alguns convidados da comunidade hospitalar.

Solicitando a reabertura da Capela, o Presidente José Miguel Rodrigues da Silva deu início ao rito específico recordando o histórico nascimento do hospital na sacristia da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em 1918, durante a pandemia da Gripe Espanhola. O Capelão Pe. Fábio de Morais destacou que a pandemia da Covid-19 acontece durante o Ano Vocacional Extraordinário do HSVP, e convidou todos os funcionários e colaboradores da instituição a refletirem sobre serem vocacionados ao cuidado dos enfermos. Ele também provocou um momento de oração pelas vítimas da Covid-19, enquanto soava o sino da Capela. Em seguida, a porta foi aberta novamente e teve início a Santa Missa em honra a São Vicente de Paulo.

Na homilia, Pe. Fábio destacou o papel de São Vicente na sociedade de seu tempo por ter sido um homem que se deixou tocar por Jesus Cristo e assumiu uma vida nova. O capelão ainda relacionou o evangelho do dia à memória do santo e ao mundo de hoje, dizendo que “somos chamados a trabalhar na vinha do hoje da história”.

A frase do capelão foi reforçada pelo Assessor Administrativo do HSVP, Luiz Dalmagro, que na ocasião estava representando os Vicentinos e disse que “São Vicente foi um filho que primeiro disse não, depois, pôs em prática” o mandato de Jesus no cuidado dos mais pobres, recordando que “a falta de saúde também é uma pobreza”. Dalmagro ainda parabenizou o grupo presente na celebração pelo Dia Nacional dos Vicentinos e pediu força a Deus para seguirem o chamado vocacional que São Vicente ensinou na frase “o amor é inventivo ao infinito”.

Por fim, o Presidente José Miguel também parabenizou o grupo de vicentinos por seu dia e assegurou que “na festa de São Vicente de Paulo, a Diretoria quer agradecer por tantos que lutam pela instituição no atendimento e acolhimento durante a pandemia”. E lembrou que os vicentinos trabalham gratuitamente “porque acreditam em Jesus que não fica parado e faz algo por seus irmãos e irmãs”.



Gostou? Compartilhe