Começa a tramitar na Câmara projeto do orçamento municipal de 2021

Uma Audiência Pública será realizada no dia 13 de outubro

Por
· 1 min de leitura
O calendário de tramitação foi aprovado nesta quarta-feira (07) (Foto: Comunicação / CMPF)O calendário de tramitação foi aprovado nesta quarta-feira (07) (Foto: Comunicação / CMPF)
O calendário de tramitação foi aprovado nesta quarta-feira (07) (Foto: Comunicação / CMPF)

Notamos que você gosta de ler nossas matérias.

Você já leu várias nas últimas horas, para continuar lendo gratuitamente, crie sua conta.

Ter uma Conta ON te da várias vantagens como:

  • Ler matérias sem limite;
  • Marcar matérias como lida;
  • Conteúdo inteligente.
Criar contaAcessar
Você prefere ouvir essa matéria?

A Câmara Municipal de Vereadores aprovou o calendário de tramitação do Projeto de Lei, de autoria do Executivo, que trata das receitas e despesas municipais para 2021. A votação foi realizada em Sessão Plenária nesta quarta-feira (7). Com isso, a proposta passará a tramitar na Casa, com avaliação da Procuradoria e da Comissão de Finanças, Planejamento e Controle (CFPC).

O projeto que trata da Lei Orçamentária Anual (LOA), enviado ao Legislativo no final de setembro, teve seu parecer de admissibilidade e cronograma previamente aprovados pela CFPC. Conforme o calendário, a Câmara tem até o próximo dia 30 de novembro para enviar a matéria com as devidas propostas de alterações feitas pelos vereadores ao Executivo.

No entanto, o Legislativo pode interferir na aplicação dos recursos a partir de emendas autorizativas e impositivas, que devem ser protocoladas entre os dias 14 e 28 de outubro. As emendas impositivas, como o próprio nome diz, são de cumprimento obrigatório pelo Executivo. Elas são asseguradas pela Emenda Constitucional 85/2015 e devem receber 1,2% da Receita Corrente Líquida (RCL). Neste ano, a RCL atinge pouco mais de R$ 648 milhões, de forma que cada vereador poderá escolher onde o Município aplicará R$ 370 mil. A Legislação determina também que 50% dos valores reservados às emendas impositivas do Legislativo seja aplicada na área da saúde, enquanto a outra metade é de livre escolha de cada parlamentar, sendo o valor de R$ 185 mil para cada área, por vereador.

O orçamento previsto para 2021 é de R$ 713.160.000,00 e tem como base os preços vigentes no mês de agosto de 2020. De acordo com o cronograma, os investimentos para o próximo ano serão discutidos em uma Audiência Pública no dia 13 de outubro, às 18h, na Câmara Municipal. Esse evento representa uma oportunidade de a comunidade discutir sobre a utilização dos recursos previstos, respeitando a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e o Plano Plurianual (PPA) que define os investimentos até 2021.

Gostou? Compartilhe